Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/06/2005 14:36

Doença causa sacrifício de aves no MS

Famasul Noticias

Mal respiratório desconhecido leva ao abate 17 mil frangos no município de Jaraguari. A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal do Mato Grosso do Sul (Iagro) abateu no município de Jaraguari 17 mil frangos. A medida foi tomada depois que 100 aves morrem inesperadamente, aparentemente com problemas no sistema respiratório. Os proprietários do galpão, que fornece aves para abate, detectaram a enfermidade na última quarta-feira e comunicaram ao órgão, que determinou o abate.

Embargo às exportações - As causas das mortes ainda são um mistério. Amostras de sangue e das vísceras das aves foram encaminhadas para o laboratório do Ministério da Agricultura, em Campinas (SP), para que seja determinada qual das 17 doenças respiratórias teria provocado a morte das aves. Do total de doenças, apenas duas poderiam provocar embargos às exportações de frango do Brasil: new castle e influenza aviária, também conhecida como gripe do frango.

Fonte ligada a um grande laboratório veterinário, no entanto, afirma que as chances de os importadores embargarem o frango brasileiro é muito pequena, uma vez que o risco de incidência das duas doenças na região é pequena. "A densidade de frangos no Mato Grosso do Sul é muito pequena, o que reduz bastante a possibilidade de ser uma doença mais grave".

Segundo a fonte, apenas os resultados dos exames laboratoriais, que saem ainda esta semana, é que poderão determinar com precisão a verdadeira causa das mortes. "Acredito que tenha sido uma doença que faça parte do dia-a-dia das granjas em todo o Brasil, como uma bronquite, porém com uma intensidade maior", diz.

Para evitar que a doença se espalhasse para outras regiões do estado, a Iagro determinou que 107 propriedades em Jaraguari, dentro de um raio de 7 quilômetros, fossem interditadas. Além disso, foram montadas barreiras, que controlam a entrada e saída de veículos no município.

Autor:
Gazeta Mercantil, Agronegócio/SP

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)