Cassilândia, Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

29/08/2003 16:00

Dívida federal cresce 20,8 bi

Stênio Ribeiro/Agência Brasil

A dívida líquida federal cresceu R$ 20,8 bilhões no mês de julho, elevando o endividamento do setor público para R$ 877,2 bilhões, ou 57% do Produto Interno Bruto (PIB), comparado aos R$ 856,4 bilhões de junho (55,5% do PIB). Quanto à dívida bruta, que envolve os três níveis de governo mais a Seguridade Social, o total chega a R$ 1,201 trilhão, que equivale a 78,1% do PIB estimado no final de julho, que chega a R$ 1,538 trilhão. O PIB encolheu R$ 19,8 bilhões em relação aos R$ 1,558 trilhão registrados em dezembro do ano passado.

Esses números constam de relatório sobre Política Fiscal, elaborado pelo Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, apresentado hoje pelo chefe-adjunto do Depec, Luiz Sampaio Malan. Ele disse que os principais fatores de endividamento no ano, equivalentes à soma de 4,19% do PIB, foram as necessidades de financiamento, o reconhecimento de dívidas, a variação de paridade da cesta de moedas que compõem a dívida externa e o efeito do crescimento do PIB. Na contramão, houve o aumento de 3,71 pontos percentuais de apreciação cambial.

Como no mês de julho houve desvalorização acentuada do real em relação ao dólar norte-americano, que passou do patamar de R$ 2,90 para R$ 3,00, a paridade cambial contribuiu para a elevação de R$ 8,9 bilhões da dívida líquida, dos quais R$ 6,1 bilhões se referem à dívida externa e R$ 2,8 bilhões correspondem a ajustes da dívida mobiliária interna indexada ao dólar. De acordo com o relatório, a dívida mobiliária federal fora do BC totalizou R$ 690 bilhões em julho, o que corresponde a 44,8% do PIB. Houve aumento de R$ 20,6 bilhões (3,1%) em relação ao mês anterior.

Os principais fatores que determinaram esse resultado, segundo Luiz Sampaio, foram as emissões líquidas de títulos no mercado primário, no valor de R$ 6,4 bilhões, além da depreciação cambial em 3,26% e da incorporação de juros. Em julho, houve emissões de R$ 12,8 bilhões emitidas em Letras do Tesouro Nacional, contra resgates líquidos de R$ 6,5 bilhões em notas do Banco Central e títulos do Tesouro Nacional.

De acordo com o relatório sobre Política Fiscal, o setor público não-financeiro registrou superávit de R$ 4,319 bilhões em julho. Governo federal, Seguridade Social e Banco Central tiveram saldo positivo de R$ 3,326 bilhões e as empresas estatais também foram superavitárias em R$ 1,009 bilhão. Já os governos estaduais e municipais registraram déficit de R$ 16 milhões. No ano, o superávit primário do setor público soma R$ 44,329 bilhões (5,05% do PIB) em comparação a R$ 32,882 bilhões (4,48% do PIB) em igual período de 2002. Abaixo, portanto, da meta de R$ 54,2 bilhões para o superávit anual, conforme lembrou Sampaio.

No acumulado janeiro a julho, o governo central contribuiu com R$ 32,7 bilhões (3,73% do PIB), os governos regionais com R$ 9 bilhões (1,03% do PIB) e as empresas estatais com R$ 2,6 bilhões (0,30% do PIB). Enquanto isso, os juros nominais totalizaram R$ 15 bilhões no mês -- R$ 6 bilhões a mais que em junho – como resultado do acréscimo das operações de “swap” cambial.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Setembro de 2020
Segunda, 21 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)