Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

03/11/2004 14:18

Dislexia pode ter tratamento na rede pública de ensino

Agência Câmara

A Comissão de Educação e Cultura está analisando o Projeto de Lei 4248/04, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que institui o Programa de Identificação e Tratamento da Dislexia na rede pública de ensino. O objetivo é agilizar o diganóstico da disfunção e acompanhar os estudantes atingidos.
A dislexia é um distúrbio da linguagem ou leitura, que atinge entre 10% e 15% da população mundial. A dislexia não é resultado de má alfabetização, desatenção, desmotivação, condição sócio-econômica ou baixa inteligência, mas uma condição hereditária com alterações genéticas e mudanças no padrão neurológico.

Objetivos do programa
De acordo com a proposta de Nader, o Programa de Tratamento da Dislexia deverá capacitar permanentemente os educadores para que tenham condições de identificar os sinais da dislexia nos educandos. Caberá aos ministérios da Saúde e da Educação a formulação de diretrizes para viabilizar a execução do Programa. A proposta prevê ainda a criação obrigatória de equipes multidisciplinares, compostas por psicólogo, fonoaudiólogo e psicopedagogo, para o trabalho de prevenção e tratamento.
Nader explica que a maioria da rede educacional, pública e particular, não está capacitada para atender portadores de dislexia. "Daí a importância de um programa efetivo, que capacite professores a identificar esses distúrbios, que crie as equipes multidisciplinares, para uma avaliação precisa, e garanta o acompanhamento profissional necessário", argumenta o parlamentar.

Tramitação
A proposta, que tramita caráter conclusivo, será analisada também pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.



Da Redação/LCP

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)