Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

03/11/2004 14:18

Dislexia pode ter tratamento na rede pública de ensino

Agência Câmara

A Comissão de Educação e Cultura está analisando o Projeto de Lei 4248/04, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), que institui o Programa de Identificação e Tratamento da Dislexia na rede pública de ensino. O objetivo é agilizar o diganóstico da disfunção e acompanhar os estudantes atingidos.
A dislexia é um distúrbio da linguagem ou leitura, que atinge entre 10% e 15% da população mundial. A dislexia não é resultado de má alfabetização, desatenção, desmotivação, condição sócio-econômica ou baixa inteligência, mas uma condição hereditária com alterações genéticas e mudanças no padrão neurológico.

Objetivos do programa
De acordo com a proposta de Nader, o Programa de Tratamento da Dislexia deverá capacitar permanentemente os educadores para que tenham condições de identificar os sinais da dislexia nos educandos. Caberá aos ministérios da Saúde e da Educação a formulação de diretrizes para viabilizar a execução do Programa. A proposta prevê ainda a criação obrigatória de equipes multidisciplinares, compostas por psicólogo, fonoaudiólogo e psicopedagogo, para o trabalho de prevenção e tratamento.
Nader explica que a maioria da rede educacional, pública e particular, não está capacitada para atender portadores de dislexia. "Daí a importância de um programa efetivo, que capacite professores a identificar esses distúrbios, que crie as equipes multidisciplinares, para uma avaliação precisa, e garanta o acompanhamento profissional necessário", argumenta o parlamentar.

Tramitação
A proposta, que tramita caráter conclusivo, será analisada também pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.



Da Redação/LCP

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)