Cassilândia, Sexta-feira, 23 de Junho de 2017

Últimas Notícias

28/04/2005 15:05

Discussão sobre pílula do dia seguinte lota Assembléia

Aline dos Santos e Jacqueline Lopes // Campo Grande News

Vários segmentos da sociedade estão reunidos na Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul para discutir a proibição da venda e distribuição da pílula do dia seguinte, uma questão polêmica que divide religiosos e ativistas dos direitos das mulheres. Os dois grupos lotam o auditório deputado Júlio Maia, onde acontece a audiência pública “Proibição da pílula do dia seguinte.Vida ou morte, a decisão está em suas mãos”, que foi proposta pelo deputado estadual Sérgio Assis (sem partido).
No momento de compor a mesa, o deputado foi chamado de oportunista por representantes que defendem o direito de escolha das mulheres. Com faixas e cartazes os ativistas argumentam que o país é laico, ou seja não segue os dogmas de uma religião oficial.
Participam da audiência, o presidente da comissão de Saúde da Câmara Municipal, Paulo Siufi; o presidente da comissão de Saúde da Assembléia Legislativa, deputado Loester Nunes; o médico ginecologista Wilson Sammy; o professor Filipe Atino; o pediatra José Carlos Rosa Pires, o sociólogo Paulo Cabral; a presidente da Associação médico-espiríta, Lizabel Gentili, o pastor Edílson Vicente e o arcebispo de Campo Grande, Dom Vitório Pavanello.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 23 de Junho de 2017
Quinta, 22 de Junho de 2017
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)