Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/04/2005 15:05

Discussão sobre pílula do dia seguinte lota Assembléia

Aline dos Santos e Jacqueline Lopes // Campo Grande News

Vários segmentos da sociedade estão reunidos na Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul para discutir a proibição da venda e distribuição da pílula do dia seguinte, uma questão polêmica que divide religiosos e ativistas dos direitos das mulheres. Os dois grupos lotam o auditório deputado Júlio Maia, onde acontece a audiência pública “Proibição da pílula do dia seguinte.Vida ou morte, a decisão está em suas mãos”, que foi proposta pelo deputado estadual Sérgio Assis (sem partido).
No momento de compor a mesa, o deputado foi chamado de oportunista por representantes que defendem o direito de escolha das mulheres. Com faixas e cartazes os ativistas argumentam que o país é laico, ou seja não segue os dogmas de uma religião oficial.
Participam da audiência, o presidente da comissão de Saúde da Câmara Municipal, Paulo Siufi; o presidente da comissão de Saúde da Assembléia Legislativa, deputado Loester Nunes; o médico ginecologista Wilson Sammy; o professor Filipe Atino; o pediatra José Carlos Rosa Pires, o sociólogo Paulo Cabral; a presidente da Associação médico-espiríta, Lizabel Gentili, o pastor Edílson Vicente e o arcebispo de Campo Grande, Dom Vitório Pavanello.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)