Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/10/2016 07:40

Dirigente do Fluminense promete protesto contra arbitragem "Zagueiro impedido"

Midiamax

O técnico Levir Culpi e os jogadores do Fluminense foram orientados a não dar entrevistas após o polêmico clássico com o Flamengo. Jorge Macedo, diretor executivo de futebol , estranhou que o árbitro Sandro Meira Ricci não tenha consultado o assistente por ocasião do primeiro gol do Flamengo. Para o dirigente tricolor, o zagueiro Réver estava impedido e ainda cometeu falta sobre Júlio César.

Em relação ao segundo gol, Macedo acredita que o árbitro mudou de opinião após ser informado das imagens da televisão. Por causa do procedimento da arbitragem, o dirigente garante que o Fluminense vai protestar na CBF. "O Fluminense não ficará de braços cruzados", avisou.

Jorge Macedo explicou que decidiu preservar a comissão técnica e os jogadores, orientados a não dar entrevistas para evitar punições. Macedo garantiu que o trio de arbitragem estava inteiramente perdida. "O bandeira achava que o gol tinha sido do Cícero. Perguntou ao Sandro quem fez o gol. O Sandro diz que foi o Henrique. O gol foi validado. E depois veio toda a confusão, causada pelas imagens da tevê", afirmou.

O único jogador do Fluminense a falar na saída de campo foi o zagueiro Henrique, pivô da polêmica, ao marcar o gol que seria o do empate do Fluminense. Ele ironizou o comportamento do adversário. "Se tem gente que está correndo atrás de título, nós também estamos correndo em busca de objetivos. Fomos prejudicados", reclamou o atleta.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)