Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/03/2006 12:15

Diretora descarta racionamento de remédios para Aids

Cristina Índio do Brasil/ABr

A diretora adjunta do Programa Nacional de DST/AIDS, do Ministério da Saúde, Mariângela Simão, afastou hoje (27) a possibilidade de racionamento na distribuição de remédios para pacientes sorpositivos. Segundo ela, os técnicos do ministério chegaram a analisar a medida, mas chegaram à conclusão de que não seria necessária.

"Farmanguinhos nos entregou três milhões de medicamentos, um outro laboratório vai entregar até o fim do mês mais dois milhões e a gente já havia adquirido de um laboratório indiano nove milhões que estão começando a chegar agora. Então, está absolutamente regularizado o abastecimento", disse Simão, em entrevista ao programa Notícias da Manhã , da Rádio Nacional.

De acordo com a diretora adjunta, os problemas no estoque foram causados pela falta de matéria-prima para a produção do medicamento. A escassez seria uma conseqüência do aumento no número de pessoas em tratamento em todo o mundo.

O Brasil distribui atualmente dezessete combinações de diferentes de remédios. Desses, o país produz oito medicamentos, chamados de primeira linha. Os remédios para os pacientes tratados há mais tempo e com resistência ao vírus da Aids estão sob patente de laboratórios estrangeiros e são comprados pelo governo brasileiro no mercado internacional.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)