Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/05/2015 16:47

Diretora de funerária disse que houve equívoco em uma informação

João Girotto

As funerárias não aceitaram construir uma sala de velório próxima ao cemitério municipal quando foi proposto pelo ex-prefeito José Donizete, disse Poliana Raquel Rodrigues Martins proprietária da funerária Nossa Senhora Aparecida na tarde de hoje.  Na concessão, segundo ela, em vigência na época não constava a obrigatoriedade de construir, mas proposto depois pelo ex-prefeito. Ficava em torno de R$ 170 mil e era inviável, mesmo porque teria que construir e fazer a doação para a prefeitura. Melhor construir em propriedade da empresa, como foi feito, justificou.

Confirmou que as funerárias estão sem concessão já há algum tempo.  Foi estipulado um prazo de dois meses pelo Ministério Público e o prazo está vencendo.

Também foi alertada pelo Ministério Público que existem duas concessões: para funcionar como funerária, que não sabia, e do trabalho de sepultamento. Já requereu e está aguardando o andamento do processo.

Comentou a necessidade de diferenciar: terreno, cova e carneira. O terreno é adquirido da Prefeitura e qualquer um pode faze-lo pelo valor de R$ 54 para um único corpo ou o duplo no valor de R$ 82, dependendo da unidade monetária de referência. 

Com o terreno, explicou, é feita a cova. Depois então é que se faz a carneira. O custo gira em torno de R$ 600 a R$ 700, com tudo pronto, concluiu.

O Departamento de Jornalismo da Rádio Patriarca vai aguardar a cópia do contrato de concessão feita na época do ex-prefeito José Donizete com as funerárias prometido pela entrevistada . 

 

VEJA A PARTE DA MATÉRIA CONTESTADA PELA PROPRIETÁRIA DA FUNERÁRIA

O cemitério de Cassilândia não existe. Pode?

O Departamento de Jornalismo da Rádio Patriarca quis saber sobre a concessão da Prefeitura Municipal às funerárias. Não existe nenhum documento. Descobriu muito mais. Juridicamente não existe o cemitério da cidade. Em resumo, seria apenas uma gleba de terras da prefeitura onde estão sendo enterrados os entes queridos. O mesmo ocorre no distrito do Indaiá do Sul.

Tem mais. Não existem registros no caso dos corpos sepultados antes de 1.979.

O último documento de concessão foi feito na administração de José Donizete. Segundo, quem tem conhecimento do fato, as funerárias ficaram obrigadas de construir uma casa de velório no local. Não foi feito e um dos prefeitos temporários que assumiu no afastamento de Donizete cancelou a concessão.

O primeiro passo será regularizar o cemitério, disse a fonte. Isto já está sendo feito e deve se encaminhado para a Câmara Municipal. Depois, na concessão, até valores para o sepultamento poderá constar no documento, bem como o atendimento aos carentes.

O repórter Hermezes Cortes também foi informado que uma reunião já foi realizada entre o Ministério Público, Prefeitura e funerárias. No encontro foi dado prazo para regularização. Seria de sessenta dias e já está vencendo.

Para quem não sabe, a última informação: uma terreno é vendido pela prefeitura por cerca de R$ 54 e o duplo R$ 82. Depende o valor da Uferm.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)