Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/01/2015 07:07

Diretor procura homem de porte atlético para viver capitão egípcio em musical

Elverson Cardozo, Campo Grande News

 

Procura-se um cantor/ator, que seja tenor, de porte atlético, com mais de 25 anos ou que aparente idade superior. Quem procura, desesperadamente, é o diretor teatral Fernandes Ferreira de Souza, de Campo Grande.

Ele depende disso, desse “homem ideal”, para levar ao teatro o musical “Aída”, que retrata a paixão de um capitão egípcio por uma escrava núbia. Os ensaios para a montagem, cuja obra original é de Elton John e Tim Rice, sob franquia da Disney, começaram este mês e a estreia está prevista para maio.

Mas, sem esse “tenor de porte atlético”, não tem nada feito. É ele quem vai dar vida ao capitão egípcio, Radamés, e Fernandes quer que tudo saia perfeito. No estória, diz, o personagem está no auge de sua força física e, também, de suas campanhas miliares, derrotando reinos e trazendo escravos para o Egito.

“Daí a exigência da idade e aparência”, explica, ao comentar que o capitão em questão é, ainda, o noivo de Amnéris, uma princesa egípcia, que vai formar um triângulo amoroso com a escrava, Aída.

Em busca do Radamés perfeito, o diretor recorreu ao Facebook. Alguns compartilharam o apelo. Outros, no entanto, fizeram piada com a situação. “Só não faço o teste porque aparento 20 anos”, escreveu um. “Serve atleta de sumô”, questionou o segundo. O último pediu: “defina porte atlético”.

Até agora, porém, nada do tenor aparecer. A vaga continua aberta. Interessados podem se inscrever até o dia 15. Para participar é necessário assistir, no Youtube, o vídeo “Desejamos demais – Aída Brasil”, e gravar um áudio da música executada. Depois, só encaminhar o registro para o e-mail fernadesuems@globo.com

O musical - Fiel à tradição do Teatro Musical, porque mistura teatro, canto e dança, o espetáculo tem duração aproximada de 70 minutos e conta com cinco cantores em cena, além do coro. Os artistas são de Campo Grande e Nova Andradina.

Alguns são acadêmicos da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), mas tem gente da comunidade externa, diz Fernandes. Alunos do curso de Artes Cênicas assinam a produção.

O diretor afirma que escolheu “Aída” porque sempre quis trabalhar com as músicas do Elton John e porque Aída, a personagem, “é uma heroína trágica, de proporções bíblicas, uma intrusa na tradição cristã, onde a maioria dos feitos heróicos estão reservados aos homens”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)