Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/11/2005 13:03

Diretor da Iagro propõe retaliação a produtos de SP

Fernanda Mathias e Marina Miranda / Campo Grande News
Cavalléro diz que embargo paulista dá motivos para MS retaliar produtos de São PauloDavid MajellaCavalléro diz que embargo paulista dá motivos para MS retaliar produtos de São PauloDavid Majella

Bastante irritado com a continuidade do embargo à carne com osso e animais em pé de Mato Grosso do Sul, o diretor-presidente da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), João Cavalléro, sugeriu esta manhã que caso o veto persista o Estado deve adotar medidas de retaliação a produtos que vêm de São Paulo.

Cavalléro argumentou que não há justificativas para São Paulo embargar carne de MS, uma vez que o próprio Mapa (Ministério de Agricultura, Abastecimento e Pecuária) editou a IN (Instrução Normativa) de nº 34, determinando que não há restrições de saída de animais em pé e carne com osso para outros estados, com exceção dos cinco municípios interditados. “Mas Mato Grosso do Sul terá terá as justificativas para embargar produto deles (de São Paulo)”, complementou.

O secretário de Produção e Turismo, Dagoberto Nogueira, defendeu que não é o caminho adotar a mesma medida que o governo do Estado vizinho, mas também se mostrou bastante irritado, atacando o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). “Achava que era um grande estadista, mas percebi que ele (Geraldo Alckmin) não consegue ver mais do que o próprio quintal. Vai morrer sendo governador de São Paulo porque não consegue ver o Brasil”, afirma. Dagoberto disse que não tem mais ânimo para manter contato com o governo paulista e reclamou de receber informações sobre liberação da secretaria de Agricultura daquele Estado que acabam sendo desconfirmadas em seguida. Ele participa da reunião da Comissão Interministerial de Combate à Febre Aftosa, esta manhã na SFA (Superintendência Federal de Agricultura), em Campo Grande.

Além de sustentar que é o maior exportador do País e que poderia perder mercados com a liberação, o governo de São Paulo sofre pressão dos produtores locais, que podem ter desvalorização da arroba com o aumento de oferta. Mato Grosso do Sul remete a São Paulo 70% de tudo o que produz em carnes além de 90 mil animais em pé ao mês. Só no mês passado o governo deixou de arrecadar R$ 25 milhões em ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), dos quais R$ 15 milhões só na pecuária e o restante no reflexo da crise gerada pela febre aftosa em Eldorado e Japorã nos demais setores econômicos do Estado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)