Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

01/12/2005 17:23

Dirceu diz ter certeza de que será absolvido na Justiça

Agência Câmara

O ex-deputado José Dirceu, cassado ontem pelo Plenário, disse que acata a decisão da Câmara. Porém, ressaltou ter certeza de que será absolvido pela Justiça, depois que forem julgados os processos a serem encaminhados pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios.
"Ninguém pode ser cassado sem provas", disse Dirceu, logo no início da entrevista coletiva que concede neste momento, na Câmara. "Fui cassado politicamente. O Congresso Nacional deu um passo arriscado, e espero que isso não se volte contra ele", desabafou. O ex-ministro da Casa Civil garantiu não ter acompanhado a votação de ontem, nem tampouco o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF). "Infelizmente, não sou mais deputado, nem ministro, nem presidente do PT. Se fosse, a situação seria outra, desculpe a falsa modéstia", continuou. "Como assim?", perguntou um jornalista. "Não vou responder", rebateu o ex-deputado. "Não deveria ter dito isso, só falei devido ao cansaço."

Militante
Dirceu, que voltará a ter direitos políticos apenas a partir de 2016, disse que nesse período vai participar das campanhas políticas como "militante do PT e cidadão".
Para ele, cada um dos deputados votou ontem "de acordo com a sua consciência". "Vou olhar para a frente, para o futuro, sem mágoas e sem ressentimentos", completou, ao ressaltar que o importante agora "é fazer a reforma política".
Perguntado sobre uma declaração que deu em 1994, de que o deputado Ricardo Fiúza (PP-PE) deveria ser cassado mesmo sem provas de corrupção (de que o pernambucano estava sendo acusado na época), Dirceu definiu: "Foi um dos maiores erros da minha vida, já me penitenciei por isso". Segundo o ex-deputado, Fiúza votou ontem a favor dele. "Não foi nem sequer necessário pedir seu apoio", disse ainda, ao assegurar que é amigo de Fiúza desde então.

STF
José Dirceu considerou "uma violência" a pergunta de um jornalista sobre a razão de "ter tentado protelar" sua cassação por meio de diversos recursos no STF. "Não tentei protelar, fui buscar um direito meu. Qualquer um de vocês poderá um dia precisar recorrer ao Supremo e isso é um direito que ninguém pode cassar", disse.


Reportagem - Newton Araújo Jr.
Edição - Sandra Crespo


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)