Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

22/01/2013 14:45

Dilma deve anunciar “auxílio INSS” e prefeitos de MS comemoram

Campo Grande News/ Fabiano Arruda e Carlos Martins

A presidente Dilma Rousseff (PT) deve apresentar, entre os dias 28 e 30 deste mês, quando se encontra com prefeitos de todo País, em Brasília (DF), medida para auxiliar municípios com dívidas com o INSS.

Segundo informações de reportagem publicada pela Folha de São Paulo nesta terça-feira, a presidente encomendou à área econômica do Governo uma proposta de “encontro de contas” para as cidades devedoras à previdência. A notícia foi comemorada por prefeitos de Mato Grosso do Sul.

O chefe do Executivo de Coxim, Aluizio São José (PSB), afirmou que, da dívida total da Prefeitura, em torno de R$ 14 milhões, R$ 6 milhões são referentes ao INSS.

O prefeito de Naviraí, Léo Matos (PV), diz que a conta do município com a previdência está negativa em R$ 10 milhões. Do orçamento mensal, cerca de R$ 100 mil correspondem ao parcelamento do montante, cujo acordo foi firmado em 30 anos.

Matos ainda revela que, por mês, a Prefeitura paga R$ 600 mil ao INSS. Para ele, a medida a ser anunciada por Dilma pode minimizar os problemas dos municípios e fortalecer as gestões.

O prefeito de Aral Moreira, Edson David (PTB), comentou que a inadimplência com o INSS é de cerca de R$ 400 mil e a parcela do pagamento demanda R$ 5 mil mensais dos cofres municipais, mas, admite que os valores ainda são maiores por conta de novas dívidas.

O atual presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Jocelito Krug, comenta que estará no final do mês no encontro com Dilma. Uma das medidas a serem propostas é que o total pago pelas Prefeituras com o INSS não ultrapasse 2% da arrecadação, explicou.

Ainda conforme reportagem da Folha, durante o evento com os prefeitos, a presidente deve apresentar um programa para auxiliar o cumprimento da Lei de Acesso à Informação. Além disso, há a expectativa que o pacote apresentado por Dilma inclua recursos adicionais em diversas áreas, entre elas, o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), que pode receber acréscimo de R$ 28 bilhões.

Segundo dados do CNM (Confederação Nacional dos Municípios), as dívidas dos municípios com o INSS é de R$ 22,5 bilhões.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)