Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/03/2008 18:12

Dilma chora no Senado ao encontrar amiga de prisão

Priscilla Mazenotti /ABr

Brasília - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, chorou hoje (11) no plenário do Senado, ao encontrar a amiga Terezinha Zerbini, com quem ficou presa no Presídio Tiradentes, na época da ditadura, e lembrar a luta dela na resistência ao regime militar.

"Ela lutou contra a ditadura, [participou da] luta de resistência na época da ditadura, em um momento difícil, em que não se tinha facilidade para se manifestar", disse Dilma, durante a sessão em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres e de entrega do Prêmio Bertha Lutz [pioneira na luta pelo voto feminino].

"Ela [Terezinha] mostrou imensa solidariedade. Fechava as cortinas da cela em alguns momentos, quando recebíamos algumas visitas não muito agradáveis", disse Dilma, emocionada. "[Visita] daqueles que não honravam as distinções que o marido dela [general Euryales de Jesus Zerbini, que defendeu a legalidade em março de 1964] pela tinha honrado", completou. A advogada paulista Therezinha Zerbini lutou contra a ditaduta militar e fundou o Movimento Feminino pela Anistia – Brasil.

Ao entregar o Prêmio Bertha Lutz a Terezinha Zerbini, Dilma disse que se sentia "honrada" em participar dessa homenagem. "Dilma é uma das mulheres mais corajosas, competentes e generosas que eu conheci", retribuiu Terezinha.

O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), apoiou as palavras da ministra Dilma Rousseff. "Eu diria que essa homenagem acabou da melhor forma, com emoção. A ministra não torna claro, por razões de modéstia, [mas] ela foi alvo da violência da ditadura militar naqueles dias sombrios", comentou.

A cientista Mayana Katz também recebeu o prêmio. Ela é uma das maiores defensoras das pesquisas com células-tronco. Dilma Rousseff disse esperar que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida sobre o impasse em torno das células-tronco de maneira adequada. O STF deve decidir nos próximos dias se libera essas pesquisas.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)