Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018

Últimas Notícias

11/03/2008 18:12

Dilma chora no Senado ao encontrar amiga de prisão

Priscilla Mazenotti /ABr

Brasília - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, chorou hoje (11) no plenário do Senado, ao encontrar a amiga Terezinha Zerbini, com quem ficou presa no Presídio Tiradentes, na época da ditadura, e lembrar a luta dela na resistência ao regime militar.

"Ela lutou contra a ditadura, [participou da] luta de resistência na época da ditadura, em um momento difícil, em que não se tinha facilidade para se manifestar", disse Dilma, durante a sessão em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres e de entrega do Prêmio Bertha Lutz [pioneira na luta pelo voto feminino].

"Ela [Terezinha] mostrou imensa solidariedade. Fechava as cortinas da cela em alguns momentos, quando recebíamos algumas visitas não muito agradáveis", disse Dilma, emocionada. "[Visita] daqueles que não honravam as distinções que o marido dela [general Euryales de Jesus Zerbini, que defendeu a legalidade em março de 1964] pela tinha honrado", completou. A advogada paulista Therezinha Zerbini lutou contra a ditaduta militar e fundou o Movimento Feminino pela Anistia – Brasil.

Ao entregar o Prêmio Bertha Lutz a Terezinha Zerbini, Dilma disse que se sentia "honrada" em participar dessa homenagem. "Dilma é uma das mulheres mais corajosas, competentes e generosas que eu conheci", retribuiu Terezinha.

O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), apoiou as palavras da ministra Dilma Rousseff. "Eu diria que essa homenagem acabou da melhor forma, com emoção. A ministra não torna claro, por razões de modéstia, [mas] ela foi alvo da violência da ditadura militar naqueles dias sombrios", comentou.

A cientista Mayana Katz também recebeu o prêmio. Ela é uma das maiores defensoras das pesquisas com células-tronco. Dilma Rousseff disse esperar que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida sobre o impasse em torno das células-tronco de maneira adequada. O STF deve decidir nos próximos dias se libera essas pesquisas.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)