Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/11/2014 11:09

Diabetes II: É preciso mais atenção de todos

Carlos Eduardo Prado Costa

A diabetes atinge homens e mulheres igualmente e embora ainda se tenha a cultura de acreditar que os sintomas desta doença se manifestem apenas com o desejo de comer mais doces; dificuldade de cicatrização de feridas; aumento de vezes em que se vai ao banheiro para urinar; desejo de beber água ou líquidos em geral em maior quantidade, não é a regra geral.

Todas as pessoas sejam homens ou mulheres que tenham história familiar de diabetes, que não fazem exercícios físicos, homens que percebam alterações em sua qualidade na vida sexual, principalmente na sua ereção e mulheres que tenham história de ovários policísticos, devem ter o cuidado de fazer avaliação médica e exames laboratoriais a cada seis meses.

É de especial importância que homens que possuem perda da sua libido, diminuição da qualidade da vida sexual e da qualidade de sua ereção, que sejam sedentários e que se enquadre em fatores de risco como aumento da circunferência abdominal maior que 102 cm nos homens e 88 cm nas mulheres; triglicerídeos maior ou igual 150 ng/dl; O diabetes tipo II caracteriza-se tanto por um defeito na ação da insulina conhecida como resistência à insulina, quanto por deficiência relativa de insulina; HDL (colesterol bom) inferior a 40 mg/dl nos homens e inferior a 50 mg/dl nas mulheres, pressão arterial igual ou superior a 130/85, ou realizando tratamento medicamentoso; glicose (glicemia de jejum) maior ou igual 100 mg/dl ou realizando medicação para controle, procurem um médico porque apresentam resistência insulínica e necessitam iniciar seu tratamento antes que seja difícil de recuperar a qualidade da vida sexual.

Da mesma forma mulheres, com dificuldade de engravidar, com cólicas menstruais intensas devem procurar seu médico para descartar a presença de ovários policísticos, que associado aos fatores de risco acima podem estar desenvolvendo resistência insulínica e podem desenvolver diabetes e fatores de risco cardiovascular.

O tratamento medicamentoso do diabetes depende da história clinica dos exames realizados. Não existe um padrão específico para todas as pessoas. Embora se tenha rotinas e medicações de escolha para o médico se orientar no manejo do diabetes. A escolha de um ou mais medicamentos vai depender dos níveis de açúcar (Glicemia) encontrados. Por exemplo, se o paciente tem complicações (Coomorbidades) em decorrência do diabetes como: nefropatias (doenças renais), retinopatias (doenças dos olhos), vasculopatias periféricas (doenças das veias principalmente das pernas). Além das complicações, há também a presença de hipertensão (pressão alta), colesterol e triglicerídeos elevados. Todos são fatores que vão influenciar na escolha terapêutica.

Após o diagnóstico o paciente deve seguir corretamente a orientação e a opção terapêutica de seu médico. Lembre-se: não caia nessa história de chá milagroso que cura diabetes! Use o chá, mas tome a medicação prescrita pelo médico e não se esqueça de informar ao seu médico, o tipo de chá que você está usando, pois existem alguns que os médicos apóiam o paciente a usar, pois podem ajudar no tratamento.

O diabetes é uma doença caracterizada pela deficiência do pâncreas em produzir insulina, deve ser diagnosticada e ter seu tratamento iniciado. Diabetes é uma das principais causas de incapacidade precoce para o trabalho, devido suas complicações, assim como alta taxa de mortalidade. É uma doença totalmente controlável, mas precisa muito do entendimento do paciente que o descuido pode gerar complicações graves.

Não existe diabete leve, pré-diabetes. Ou a pessoa é diabética, ou não é. Nós temos que ter a consciência e iniciar o tratamento que deve ser medicamentoso e com mudanças de hábitos alimentares e exercícios físicos. É bom lembrar que a responsabilidade médica vai do diagnóstico até a escolha terapêutica. Quem decide acatar as indicações médicas, quanto ao tratamento e mudanças de hábitos, é o paciente!

• Dr Carlos Eduardo Prado Costa (CRM/SC 7222) - médico membro da Sociedade Internacional de Medicina Sexual e membro da Sociedade Brasileira de Clínica Médica.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)