Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/06/2006 20:19

Dia trágico na BR-163: 8 mortes em três acidentes

Humberto Marques/Campo Grande News

A tarde do dia 9 de junho de 2006 foi trágica na BR-163, que registrou três acidentes em pontos diferentes, com 8 mortes e pelo menos 35 feridos. Duas das ocorrências começaram no trecho entre Jaraguari e Rio Verde de Mato Grosso (passando por Bandeirantes, São Gabriel do Oeste e Rio Negro), considerado um dos mais críticos de uma das mais importantes estradas federais de Mato Grosso do Sul. Nesses acidentes, foi identificada a presença de bi-trens – não sendo atribuídas as mesmos responsabilidade direta nas ocorrências.

O primeiro acidente se deu por volta das 13h, com o engavetamento entre um automóvel GM Astra (placas DBZ-3037, de Birigui/SP), uma caminhonete Toyota Hilux (placas HSE-8988, de Campo Grande) e o caminhão bi-trem (placas ANN-2865), sendo que os ocupantes destes dois últimos veículos não sofreram ferimentos. Já o motorista e os três passageiros do Astra ficaram presos entre as ferragens. Ramae Watanabe e Takashi Tsosue foram levados para o hospital de Bandeirantes, e, em seguida, encaminhados à Santa Casa de Campo Grande – para onde foi encaminhado outro ocupante do veículo, cuja identidade ainda não foi divulgada. Uma mulher, identificada apenas como “Mariká”, faleceu na ocorrência.

A ocorrência mais grave ocorreu no km 636 da pista (região conhecida como “Matadeira”), onde um ônibus Mercedes Benz, da Viação Medianeira (placas AMG-5914, de Cascavel/PR), se chocou na traseira de um bi-trem Volvo, da Transportadora Carolina (placas IKD-4949, de Rondonópolis/MT, carregado com soja), após este colidir também na parte de trás de um caminhão Volvo, da Expresso Mira (placas JYY-3266, de São Paulo/SP). As informações iniciais indicavam que seis pessoas faleceram no choque. Em nota, a PRF apontou que o motorista do ônibus e três passageiros morreram. Uma outra pessoa veio a óbito após ser socorrida, antes de dar entrada no Hospital Municipal de São Gabriel do Oeste – para onde foram levadas 24 dos 29 feridos.

Tanto a PRF quanto o motorista da Expresso Mira relataram que, durante o incidente, havia muita fumaça na pista, e o tráfego seguia lentamente. Equipes do Corpo de Bombeiros permaneciam no local até às 18h de hoje, e o tráfego era controlado por policiais rodoviários. A direção da Mira, em contato com o Campo Grande News, informou que o seu veículo não teve envolvimento direto com a ocorrência, sofrendo impacto após a colisão do bi-trem e do ônibus.

Cone sul – O terceiro acidente ocorreu no meio da tarde com dois caminhões, entre Itaquiraí e Naviraí, e resultou na morte de dois trabalhadores que trabalharam para a empresa Delta, contratada pelo Dnit (Departamento Nacional de Infra-estrutura em Transporte), que realiza obras naquele trecho da BR-163. Os operários Nelson Xavier e Valdeni Machado estavam na carroceria de um dos caminhões – que tombou após bater na lateral de uma carreta durante uma ultrapassagem – e foram arremessados com outros três trabalhadores, que ficaram feridos. Celso Mendes dos Santos, Wanderley Monteiro Cavalcanti e José João Ortega sofreram ferimentos leves, e foram encaminhados para o Hospital São Francisco, em Itaquiraí.

Acidentes na BR-163, em toda a sua extensão, são freqüentes. A rodovia, que em Mato Grosso do Sul tem início em Mundo Novo e se estende até Sonora, possui na sua região norte (a partir de Campo Grande) o trecho mais preocupante, onde há maior incidência de ocorrências de maior gravidade. Diante dessa realidade, chegou a ser lançado um movimento solicitando a duplicação da via, apontada por usuários como solução para o índice de acidentes. Porém, em ocasiões anteriores, a PRF alertou que a imprudência de motoristas é também uma das principais causas de incidentes – principalmente a alta velocidade e ultrapassagens em locais proibidos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)