Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

03/09/2010 09:25

Dia Nacional de Conscientização e Divulgação da Fibrose Cística

Acontece Noticias

O próximo domingo, 5 de setembro, marca mais uma etapa da luta em prol dos portadores de Fibrose Cística. Ainda sem cura, a doença requer diagnóstico precoce e início imediato do tratamento. Por este motivo, os médicos especialistas são incansáveis na divulgação e conscientização da população sobre a doença.


A Fibrose Cística (FC), ou Mucoviscidose, é uma doença hereditária, transmitida geneticamente, caracterizada pela produção de muco muito espesso, acarretando em problemas nos sistemas respiratório e digestivo. Secreções alteradas, suor salgado e muco pulmonar, secreções do pâncreas e a bile mais viscosos também são características da doença.



“O muco pulmonar acaba retido e se infecciona com maior facilidade devido à espessura, além disso, existe um predomínio de determinadas bactérias infectando o muco que, em pacientes com FC, fica acumulado no sistema respiratório”, explica a dra. Marina Buarque de Almeida, membro da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).


Não há dados consolidados da doença no Brasil, explica dra. Marina, mas em breve mais informações serão conhecidas. Isso porque, entre os dias 1 e 4 de setembro, durante o III Congresso Brasileiro de Fibrose Cística, promovido pela Associação Brasileira de Assistência a Mucoviscidose (ABRAM) e pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Fibrose Cística (GBEFC), foi formalizado o Registro Nacional de pacientes com fibrose cística. A partir dele, dados mais fiéis quanto à estatística da doença no país poderão ser apresentados.


Teste do Pezinho


Na maioria das vezes, a FC manifesta-se durante a infância, mas os primeiros sinais podem aparecer somente na idade adulta. Por este motivo, o diagnóstico ainda na maternidade é muito importante para que o início do tratamento seja o mais rápido possível, evitando lesões ou danos irreversíveis.



Isso já é possível por meio do chamado ‘Teste do Pezinho’. Obrigatório desde 6 de junho de 2001, quando o Ministério da Saúde regulamentou o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) através da Portaria GM nº 822, o teste ainda enfrenta obstáculos com a flexibilidade da resolução.



Cada Estado tem autonomia de incluir o rastreio das novas patologias à medida que se julgue “preparado” tecnicamente. Infelizmente, até hoje, poucos Estados mapeiam a FC: Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo. Neste ano, os estados de São Paulo e Mato Grosso passaram a incluir na triagem neonatal o rastreamento da Fibrose Cística. Em breve, o Rio de Janeiro também passará a oferecer o teste.



Nestas localidades, um teste positivo leva o recém-nascido a realizar, em no máximo 30 dias, repetição do exame. Em caso de nova confirmação, o bebê segue o rastreamento pelo teste do suor, que é confirmatório da fibrose cística.





Sintomas e tratamento



“O portador pode ter um quadro de diarreia crônica, tosse, expectoração excessiva de muco, chiados no peito, pneumonia e suor mais salgado que o normal. O mau funcionamento do pâncreas causa perda de gordura nas fezes e desnutrição”, esclarece dra. Marina.



O tratamento depende dos órgãos e sistemas envolvidos em cada paciente. “Para o sistema respiratório, inalações, fisioterapia e antibióticos; para o sistema digestivo, o uso das enzimas pancreáticas é imprescindível para absorção adequada dos alimentos; para o fígado pode ser necessário o uso de drogas protetoras. É importante lembrar que todos os pacientes devem receber suporte nutricional devido ao alto gasto energético”, alerta dra. Marina.



Em se tratando de uma doença genética, não podemos nos esquecer que o aconselhamento genético é outra parte do tratamento que não deve ser esquecida. Todos os irmãos dos mesmos pais biológicos devem realizar exame do suor para afastar o diagnóstico.



O risco de pais biológicos de uma criança com FC de gerar novas crianças com a mesma enfermidade é de 25%.







Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)