Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/10/2004 07:44

Dia do Professor: aula com a vovó, o respeito

Marina Domingos/ABr

Escravos de Jó, mamãe-da-rua e pique-esconde são jogos que as crianças de hoje não brincam mais. Mas foi com essas brincadeiras do tempo da vovó que as crianças da primeira série do ensino fundamental da Escola Municipal Professora Maria Aparecida Ujio, em Caraguatatuba (SP), aprenderam a valorizar o convívio com os idosos.

“Quando puxei o assunto do idoso, do avô ou da avó, muitos não tinham o convívio e, mesmo os que tinham, sempre tratavam os idosos como velhos chatos”, explica a professora Marilene Mendonça Abel, de 45 anos, autora do projeto “Anjos de Prata”.

Marilene, que leciona há 12 anos em classes de alfabetização, apresentou aos alunos uma nova oportunidade de aprender com a experiência dos mais velhos. Ela chamou os pequenos a participar do projeto para que pudessem visitar asilos, observar como era a vida de uma pessoa mais velha e suas dificuldades. O objetivo era tentar mudar a forma como eles encaravam os idosos. “Eles tinham que entender um pouco sobre esse idoso de que falavam. Por que eles eram chatos? Ou será que eles eram chatos mesmo?”, ressalta a professora.

Segundo Marilene, as crianças passaram a pesquisar o tema dos idosos em livros e revistas. E também a convidar vovôs e vovós a participarem das aulas, ensinando curiosidades sobre a natureza e o tempo, o passado da cidade, receitas de bolinhos, etc. A preocupação delas com a saúde dos idosos ficou tão séria que começaram a descobrir quais eram as principais doenças esuas causas.

“Tinha a avó da bengala. Por que ela estava daquele jeito? Tivemos que fazer visitas ao posto de saúde para saber os tipos de doenças que ocorriam com mais intensidade”, lembra. Ao longo do tempo, os velhos passaram a não ser considerados tão chatos como eram antes. Pelo contrário, acrescenta a professora. "Era difícil não ver uma criança se divertindo ou aprendendo com as histórias da vovó Índia ou com as receitas da vovó Lili. Depois de um tempo, todos eram apenas vô e vó”, revela Marilene.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)