Cassilândia, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

15/10/2004 07:42

Dia do Professor : ''a'' de acrobata, ''b'' de bola

Christiane Peres/ABr

Alfabeto circense: “a” de acrobata, “b” de bola, “c” de corda-bamba. Essa educação lúdica começou desde cedo numa escola do interior do Paraná, onde professores viram mágicos, e alunos, a platéia.

Depois de notar o interesse dos estudantes pela arte do circo, a professora primária Jussara Heide decidiu incluir a magia dos palhaços e trapezistas na alfabetização dos alunos. O palco dessa aventura foi a sala da primeira série da Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, no município de Rio Negro (PR). “Eles falavam do circo com muito entusiasmo. Com isso, eu pensei: eles têm que trazer essa alegria para dentro da sala de aula. Daí surgiu o projeto”.

Jussara conta que existe uma dificuldade com o passar dos anos em prender a atenção dos alunos. Há 15 anos lecionando, ela diz que competir com os atrativos da rua é difícil. “A gente tem que fazer alguma coisa dentro de sala de aula que seja prazerosa”. Segundo ela, o circo foi fundamental para o desenvolvimento do aprendizado dessa turma.

Com uma pequena melodia, a professora introduz o alfabeto e relaciona com objetos presentes na sala de aula. “O circo já vai começar e você vai adorar, você vai se encantar, pois o circo é demais”, cantarola. “A gente vai brincando com essa letra. A gente desmonta em frases, letras e depois monta tudo de novo. É uma festa”.

As piadas, mágicas, músicas e brincadeiras se transformaram, no final do primeiro semestre letivo, em uma grande apresentação para o resto da escola. Jussara disse que o resultado foi tão positivo que outras escolas convidaram os alunos para mostrar o trabalho e, para o segundo semestre, três apresentações já estão marcadas. “O mais importante disso é quando eles vêem o trabalho deles sendo reconhecido. Isso aumenta o rendimento em sala e os estimula a continuar com o mesmo entusiasmo”.

Apaixonada pelo trabalho, Jussara acredita que ser professor é transformar o futuro. “A gente vai colocando uma sementinha na cabeça das crianças que elas podem fazer de tudo. Quando elas ficarem maiores vão acreditar nisso, e eu espero que a gente viva num mundo melhor”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Quinta, 21 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)