Cassilândia, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

Últimas Notícias

30/08/2013 08:40

Dia de Luta deixa 400 mil alunos sem aulas em MS

Campo Grande News/ Edivaldo Bitencourt e Evelyn Souza

O Dia Nacional de Manifestações e Luta deixou cerca de 400 mil estudantes sem aulas na rede pública em Mato Grosso do Sul. Enquanto atos paralisam ônibus e bloqueiam vias em sete capitais, a situação é restrita a uma manifestação na Avenida Gury Marques, na saída para São Paulo, em Campo Grande.

No Estado, a mobilização maior reúne os professores da rede estadual, que suspenderam as aulas em 100% das escolas estaduais, segundo o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), Roberto Magno Botarelli. Ele estima que a adesão atinge também 100% das escolas públicas municipais de Campo Grande.

O movimento reúne, neste momento, cerca de 100 representantes dos sindicatos dos trabalhadores da Construção Civil, dos Bancários, dos Eletricitários, da educação (Fetems e ACP) e da CUT (Central Única dos Trabalhadores). Cerca de 100 pessoas estão concentradas em frente a sede da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul).

Os trabalhadores protestam contra a aprovação do Projeto de Lei 4.330, que regulamenta o serviços terceirizados no País, a jornada de trabalho de 40 horas semanais sem redução dos salários, investimento de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) em educação, entre outros itens.

Sobre a terceirização, os sindicalistas argumentam que ela será prejudicial ao trabalhador, porque acaba com o vínculo entre o empregado e a empresa. As responsabilidades passarão a ser da terceirizada e devem reduzir benefícios, como plano de saúde.

Após o ato na Gury Marques, o grupo seguirá em carreata até o Centro da Capital. Eles vão se concentrar na Rua 7 de Setembro, em frente à ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública) e vão distribuir panfletos na esquina com a rua Rui Barbosa.

No País, a mobilização tem paralisação do transporte coletivo em sete capitais. Houve confronto entre os trabalhadores e a Polícia Militar em Fortaleza (CE).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 30 de Março de 2017
Quarta, 29 de Março de 2017
20:34
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)