Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/08/2013 08:40

Dia de Luta deixa 400 mil alunos sem aulas em MS

Campo Grande News/ Edivaldo Bitencourt e Evelyn Souza

O Dia Nacional de Manifestações e Luta deixou cerca de 400 mil estudantes sem aulas na rede pública em Mato Grosso do Sul. Enquanto atos paralisam ônibus e bloqueiam vias em sete capitais, a situação é restrita a uma manifestação na Avenida Gury Marques, na saída para São Paulo, em Campo Grande.

No Estado, a mobilização maior reúne os professores da rede estadual, que suspenderam as aulas em 100% das escolas estaduais, segundo o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), Roberto Magno Botarelli. Ele estima que a adesão atinge também 100% das escolas públicas municipais de Campo Grande.

O movimento reúne, neste momento, cerca de 100 representantes dos sindicatos dos trabalhadores da Construção Civil, dos Bancários, dos Eletricitários, da educação (Fetems e ACP) e da CUT (Central Única dos Trabalhadores). Cerca de 100 pessoas estão concentradas em frente a sede da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul).

Os trabalhadores protestam contra a aprovação do Projeto de Lei 4.330, que regulamenta o serviços terceirizados no País, a jornada de trabalho de 40 horas semanais sem redução dos salários, investimento de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) em educação, entre outros itens.

Sobre a terceirização, os sindicalistas argumentam que ela será prejudicial ao trabalhador, porque acaba com o vínculo entre o empregado e a empresa. As responsabilidades passarão a ser da terceirizada e devem reduzir benefícios, como plano de saúde.

Após o ato na Gury Marques, o grupo seguirá em carreata até o Centro da Capital. Eles vão se concentrar na Rua 7 de Setembro, em frente à ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública) e vão distribuir panfletos na esquina com a rua Rui Barbosa.

No País, a mobilização tem paralisação do transporte coletivo em sete capitais. Houve confronto entre os trabalhadores e a Polícia Militar em Fortaleza (CE).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)