Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/04/2015 07:08

Dez dicas para facilitar sua primeira viagem internacional

Henrique Mol

Viajar de avião pela primeira vez pode ser complicado para muitos, ainda mais quando o destino é internacional. Entrar no aeroporto e se deparar com um fluxo constante de pessoas apressadas, e muitas vezes sem funcionários disponíveis para esclarecer todas as suas dúvidas, pode causar um pouco de medo. Mas não se apavore! Elaboramos dez dicas que facilitarão muito a vida do passageiro de primeira viagem internacional e até mesmo para os veteranos de aeroportos.

1. Horário de chegada: Como em qualquer outro compromisso importante, é recomendável chegar mais cedo que o horário marcado. No caso do embarque internacional o ideal são duas horas de antecedência com relação ao horário do voo indicado no seu bilhete. Estima-se este tempo, porque, antes de embarcar, o passageiro precisa passar por uma série de processos que o aeroporto exige, tais como encarar a fila do guichê para a companhia aérea, efetuar a pesagem das malas e despachá-las, fazer o check-in de todos os passageiros, se dirigir ao portão de embarque, para, por fim, passar pelo detector de metais.
Só depois de todos estes procedimentos você poderá embarcar no avião.

2. Check-in: Assim que chegar ao aeroporto, a primeira coisa que você deve fazer é entrar na fila do check-in. Ele serve de prova da sua presença no voo e reserva de assentos no avião. A justificativa é o fato de existirem dezenas de passageiros no aeroporto diariamente, então, só assim, a companhia aérea saberá se você se encontra num voo qualquer ou não, por isso a importância do check-in. Atualmente, algumas companhias aéreas oferecem a comodidade de fazer o check-in online 24 horas antes do voo ou em totens eletrônicos no próprio aeroporto.

3. Malas: Normalmente, as malas são despachadas no momento do check-in. Após confirmar toda a documentação do passageiro, o funcionário da companhia pesará a bagagem para confirmar se está dentro dos limites estabelecidos. É preciso checar esse limites com cada empresa antes mesmo de preparar a mala.

4. Excesso de bagagem: Se o peso da bagagem ultrapassar o limite, será cobrada uma tarifa extra, que varia dependendo da companhia aérea. Por isso, é recomendável que pese a mala em casa, para evitar gastos extras na hora do check-in em uma viagem internacional.

5. Cartão de embarque: É o documento que contém informações, como nome completo, número do portão de embarque, número e horário do voo e número do passaporte, equivalente à passagem aérea.

6. Horário de embarque: O horário do embarque é o momento que o portão será aberto aos passageiros, o horário de voo constitui-se no momento em que o avião decolará, portanto não corra o risco de ter prejuízo e perder seu voo confundindo os dois. Outro meio de acompanhar estas e mais informações é através dos diversos televisores espalhados pelo aeroporto. Ocorrendo alguma alteração, a informação será exibida através deles.

7. Escala e conexão: Antes de falar sobre isso, é necessário que você saiba que existem voos diretos e com paradas. Voos diretos não possuem escalas e nem conexões. Voos com paradas vão apresentar pelo menos um dos dois. A escala ocorre quando o avião aterrissa para embarcar novos passageiros. A conexão ocorre quando o passageiro precisa trocar de avião. No caso das conexões, normalmente as bagagens são transferidas para o novo avião automaticamente, mas, para evitar qualquer confusão, o ideal é esclarecer esta dúvida no galpão do check-in antes mesmo de decolar.

8. Overbooking: É quando uma companhia aérea vende mais passagens para um voo específico do que a quantidade de assentos no avião. A justificativa da prática é evitar que o avião decole com muitos assentos vazios por motivo de desistência. Contudo, a prática é ilegal! Caso ocorra overbooking, e o avião não tiver mais lugares disponíveis, você não poderá mais embarcar naquele voo. A empresa deverá realocá-lo o quanto antes no próximo voo com o mesmo destino. Neste caso, todas as despesas extras, como alimentação e acomodação serão custeadas pela companhia aérea. Avalie sempre a proposta da companhia aérea, mas atente-se aos seus direitos. É dever da companhia arcar com eventuais despesas e prejuízos dos passageiros.

9. Turbulência: As turbulências são normais em qualquer voo, porém nem sempre ocorrem. Caso ocorra no seu voo, não se preocupe. A turbulência nada mais é do que o movimento do ar na atmosfera que faz o avião balançar. Causas disso são mudanças bruscas de temperatura, chuvas ou pressão do ar. Em caso de turbulência, o piloto avisará antecipadamente aos passageiros para que se assentem e afivelem os cintos até que tudo volte ao normal. Se estiver de pé, dirija-se imediatamente ao seu lugar e obedeça.Turbulências assustam principalmente passageiros que estão voando pela primeira vez, mas todo avião é projetado para suportar estas intempéries de maneira segura.

10. Retirada da bagagem: Assim que o avião aterrissar, dirija-se ao guichê mais próximo de imigração do aeroporto e aguarde próximo às esteiras, onde todas as bagagens circularão. Caso não consiga pegar sua mala na primeira volta da esteira, não se preocupe, pois ela circulará diversas vezes até se esvaziarem. Portanto, não é necessário ter pressa para alcançar as esteiras. Além disso, o número do voo e o número da esteira onde as malas poderão ser retiradas aparecerão nos televisores do aeroporto. Em caso de extravio de bagagem, você deverá ir direto ao guichê de atendimento da companhia aérea e registrar a reclamação. Caso as malas não apareçam, a empresa será obrigada a te ressarcir de acordo com todos os pertences que continham na bagagem. Além disso, ela se responsabilizará em oferecer uma quantia suficiente para despesas com alimentação, roupas e produtos de higiene pessoal enquanto a bagagem não aparecer.

Henrique Mol é especialista em turismo e sócio-fundador da Encontre Sua Viagem, franquia de turismo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)