Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/06/2013 19:53

Deu no Facebook:sobre a passeata

Redação

Waldomiro Alves escreveu: 


"Após a passeata de hoje em Cassilândia-MS pude constatar uma verdade municipal, se tivessemos brincando no progroma do Silvio Santos não poderiamos pedir ajuda aos universitarios."

Nos universitários do curso de agronomia que levamos o nome dessa cidade com orgulho em todos os eventos que vamos apresentar nossos trabalhos somos vistos de forma errada pela população. Ontem fomos as ruas sim, muitos até chegaram um pouco atrasados, mais além da manifestação também temos provas, trabalhos e projetos, e ainda tivemos tempo pra manifestar a favor de Cassilândia enquanto muitos que são dessa cidade ficaram sentados só olhando ou ao menos se quer pararam pra ver!
 
Thais Santos em 22/06/2013 21:47:44
Nos universitários do curso de agronomia que levamos o nome dessa cidade com orgulho em todos os eventos que vamos apresentar nossos trabalhos somos vistos de forma errada pela população. Ontem fomos as ruas sim, muitos até chegaram um pouco atrasados, mais além da manifestação também temos provas, trabalhos e projetos, e ainda tivemos tempo pra manifestar a favor de Cassilândia enquanto muitos que são dessa cidade ficaram sentados só olhando ou ao menos se quer pararam pra ver!
 
Thais Santos em 22/06/2013 21:36:46
E desculpem o excesso de comentários, mas acho que depois do que o Sr. Waldomiro escreveu, ele tem mais é que ouvir mesmo!
Engraçado que o Cassilândia News não publica nem um dos comentários vindos de nos universitários no site né? Quanto publicam algo referente a nós, são opiniões como essas.
 
Juliana Cicilliati em 22/06/2013 21:08:48
Piada dizer que os universitários carregam a cidade nas costas? Tira a UEMS daqui então pra ver, é FATO que os universitários incrementam a economia local sim, e quanto as festas, já presenciei gente da cidade fazendo arruaça, mas isso ai ninguém fala, agora se for um universitário já era. E se você não sabe pelo menos no curso de agronomia, temos que acordar cedo também, as 06:30 para pegar um ônibus, em péssimas condições por sinal levando se em consideração o que pagamos por ele (R$90 por mês), para voltar apenas as 17 horas. Aliás, nem ajudar a prefeitura ajuda, porque os estudantes de agronomia tem de pagar pelo transporte. Sem contar os finais de semanas, que as vezes temos que ir a faculdade, acha que ser universitário é dormir o dia todo?
 
Juliana Cicilliati em 22/06/2013 21:05:38
Por isso que a cidade não vai pra frente, o que mais falta é reconhecimento....sem mais --'
 
Fernanda em 22/06/2013 21:00:01
Me admira muito que você um cidadão que diz ter participado dos movimentos que trouxeram a universidade a cassilândia, seja tão ignorante a ponto de escrever um comentário como esse. Cassilândia está acordando agora, mas nós universitários, já acordamos a tempos, e não é de hoje que estamos exigindo essa rotatória e retirada do lixão não! Vai se informar primeiro, quem conhece o nosso dia-a-dia sabe que não entramos nessa influenciados pela onda de protestos que abalam todo o país, estamos lutando por um direito nosso, e vamos continuar, mesmo depois que vocês de Cassilândia cansarem de se manifestar.
 
Juliana Cicilliati em 22/06/2013 20:51:10
Ficamos o dia todo na universidade, saímos de lá a tarde e fomos direto a manifestação, cansados, mas mesmo assim estávamos lá e até o fim!! Só vc não viu!!
UEMS CASSILÂNDIA - MS
 
Gabriela em 22/06/2013 18:28:08
Ah pela amor de Deus, tinha universitário na manifestação ontem sim, tinha uns que estavam desde o começo, o restante chegou logo após e acompanhou até quase acabar, com cartazes, inclusive, falando do trevo, e todos gritando por melhoras para a cidade e para a universidade.
Sr. Waldomiro me desculpe, mas a sua ignorância foi imensa ao dizer isto.
 
Marco em 22/06/2013 18:24:53
Não sei se o Sr. Waldomiro sabe mais além do curso de Agronomia ainda há na UEMS Matemática e Letras e estes dois últimos cursos são noturnos. O pessoal pode ter chegado atrasado sim, mais isso ocorreu devido terem aula na hora marcada do protesto, e nem por isso deixaram de comparecer.
Eu e dezenas de alunos representantes do curso de agronomia estávamos lá, fazendo a nossa parte e reivindicando nossos direitos, em especial o trevo que deve ser construído na entrada da universidade e também o lixão que é um sério problema e que há anos vem trazendo malefícios para todos nós.
Não está tatuado em nossas caras que somos universitários e se o senhor não nos viu durante o protesto não é um problema nosso, pois nossa parte estava sendo feita.
 
Estefânia Martins em 22/06/2013 16:38:35
Não digamos que carregamos a cidade, mas ajudamos muito,
agora imagina nós que nem somos daqui fomos ás ruas, reivindicar coisas básicas para a cidade juntamente com muitos jovens daqui da cidade, ''por sinal o Futuro da Cidade''
enquanto muitas pessoas estavam paradas, sentados em seus sofás e sendo manipulados por meios de comunicação falhos...
 
Fer Matos em 22/06/2013 15:47:30
Olha como o senhor foi errôneo com seus comentários, nós estudantes de agronomia estávamos lá desde o início da manifestação, começamos a passeata em apenas 4 alunas da UEMS, porém ao fim tinha de 20 a 30 alunos representando nosso curso e sim com cartazes, reivindicando um simples trevo que já deveria existir a muito tempo, e que teria evitado acidentes como o de nossa colega a alguns meses!
 
Fer Matos em 22/06/2013 15:44:19
E quandoo passaram aqueles carro pela noite destruindo a decoração nas ruas do dia de Corpus Christi?? Não foram os universitários, foram gente daqui de cassilandia!!! Eu moro perto de um posto, e todo fim de semana é lotado de gente fazendo arruaça, que não me deixam durmi, e tenho que acordar cedo tbm, essas pessoas são da cidade!!
 
Bruno em 22/06/2013 14:32:12
Na audiência que teve na câmera a respeito do trevo, nós estávamos lá! E eu conheço a história da UEMS sim, porém desde que vim para cá estudar, pude constatar uma verdade municipal também, essa cidade não merece a universidade que tem. Se saímos para alugar casa, a primeira pergunta e se somos universitários, por causa de uma minoria que bagunça (e bagunceiros existem em todos os locais, principalmente vindos de Cassilândia), a maioria é responsabilizada e dita como baderneira! Aliás Sr. Waldomiro, sabia que a universidade daqui conquistou um MESTRADO? Sabia que temos uma grande quantidade de publicações? Sabia que muitos alunos daqui levam seu nome a congressos afora? Aposto que não né, pois a única coisa que Cassilândia sabe é que os universitários são bagunceiros e ponto.
 
Juliana Cicilliati em 22/06/2013 14:21:33
E quanto ao Cassilândense, saiba que não são os universitários os vândalos não, ontem na manifestação eu presenciei pessoas de Cassilândia tocando campainhas, pegando placas, e depois vocês vem por a culpa em nós? Cassilândia por si só é cheia de baderneiros, não venham dizer que somos nós. E caso você não saiba também, nosso curso é período INTEGRAL, ou seja, não passamos o resto do dia dormindo, bem que queríamos, mas além de chegar as 17 horas em casa, o resto do dia é para estudar, realizar trabalhos... Também acordamos cedo tá? E festas, a OPEN 21 que vai ter hoje não foi nos que organizamos viu? Sou de Ribeirão Preto, e lá universitários são bem tratados, lá a POPULAÇÃO respeita, e não trata com desdém como aqui.
 
Juliana Cicilliati em 22/06/2013 14:15:29
Não tinha faixas em relação ao trevo? O senhor então tampou os ouvidos e os olhos para não ver nem ouvir os gritos que demos em relação ao trevo, aliás, do que o senhor reclama? É você quem passa todos os dias pela entrada do lixão? Ou então será que foi alguma amiga sua que sofreu um grave acidente naquela entrada esses dias? E você vem dizer que só chegaram após os términos das manifestações.. Meu amigo, nós estudamos, na hora que a passeata estava saindo, estávamos na faculdade! Pense antes de falar!
 
Juliana Cicilliati em 22/06/2013 14:08:28
Infelizmente esses jovens que hoje estão criticando pessoas que não conhecem precisariam conhecer a historia da UEMS (Cassilândia) e ver que foram várias pessoas atraves de movimentos que conseguiram esses marco em nossa cidade eu fiz parte desse movimento, quando falei foi porque tambem estava no movimento de ontem e não presenciei nenhum aluno com faixas alusivas pelo menos do trevo da Rod. MS 306, só se chegaram após o termino das manifestações . Se houve erro em horarios não posso fazer nada, vamos ver segunda feira quantos estarão presentes na nova manifestação. Estarei no aguardo.
 
waldomiro em 22/06/2013 13:43:50
Fotos dos Universitários do Curso de Agronomia da UEMS, que o senhor Valdomiro Alves insistiu em não ver na passeata na Praça São José.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=590855384268877&set=a.220350861319333.63540.100000332635155&type=1&theater

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=590854417602307&set=a.220350861319333.63540.100000332635155&type=1&theater

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=590853627602386&set=a.220350861319333.63540.100000332635155&type=1&theater
 
Sérgio Rodrigues Dias em 22/06/2013 12:35:33
O senhor Valdomiro Alves pecou muito em seu infeliz comentário, pois quem esteve na manifestação ontem a noite na Praça São José, certamente presenciou vários alunos da UEMS junto aos outros manifestantes lutando por um Brasil melhor e mais justo para todos. Outrossim, é importante ressaltar que, os universitários, professores e funcionários da UEMS contribuem sim e muito para o progresso e desenvolvimento da nossa cidade. Infelizmente alguns como o cidadão acima citado, ainda não se deram conta desse fato inefável
 
Sérgio Rodrigues Dias em 22/06/2013 11:41:49
Piada dizer que os universitários carregam a cidade nas costas, até parece que a principal fonte de renda do município são os alugueis pagos por eles, universitários são e sempre serão muito bem vindos à nossa cidade menos aqueles que sempre resolvem fazer festas que varam a noite sem se importar com barulho imenso ao lado da casa de outros moradores que tem o direito de dormir para descancarem e acordarem cedo no dia seguinte pra trabalhar ao invés de dormir o restante do dia.
 
Cassilândense em 22/06/2013 10:14:59
Esses jovens carregam essa cidade nas costas , pagando caríssimos aluguéis , sendo transportados em onibus , que além de cobrar caro, não oferece segurança alguma aos universitários, gastando no comércio , gerando empregos e pagando impostos, movimentando essa cidade , "amigo " o que essa cidade oferece em troca ? ao invés de um Trevo de acesso à Faculdade , temos um Lixão que é o cartão de visita bem na entrada da UEMS. Vergonha ....
 
Maristela em 22/06/2013 08:39:22
E nem pedir a sua ajuda né amigo? se a pergunta fosse como se escreve "programa", você já teria errado. Os universitários carregam essa cidade nas costas, e vocês, digníssimos cassilandenses ainda nos chamam de vândalos? Vândalos que pagam aluguel, que consomem os alimentos daqui, que trazem DINHEIRO a cidade, e acima de tudo, representam e muito bem a UEMS nos congressos afora.
Ao invés de nos apedrejar, como o carismático povo dessa cidade faz, porque não apoiam um dos maiores bens que vocês tem? Uma universidade estadual, mas para uma população como essa, que até hoje não entende muito bem que os universitários são FUTUROS PROFISSIONAIS que honraram o nome da cidade onde se formaram, não há muito o que dizer...
 
Juliana Cicilliati em 21/06/2013 21:15:55
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)