Cassilândia, Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018

Últimas Notícias

15/01/2018 09:40

Desvios em estoques públicos caem 96,2% em 2017, diz Conab

Correio do Estado

 

Balanço de ações da Superintendência de Fiscalização de Estoques (Sufis), feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostra que houve queda de 96,2% no índice de desvios dos estoques públicos, atingindo a marca de aproximadamente 2,5 mil toneladas de grãos em mais de 5 milhões de toneladas vistoriadas.

Segundo o levantamento, o resultado é reflexo da fiscalização, que apresentou ganhos de qualidade com a adoção de métodos mais modernos nos trabalhos de vistorias, a partir de apoio de ferramentas que utilizam tecnologias mais modernas.

As perdas por quebra de umidade e quebra técnica também registraram queda de 59% - passando de 3,9 mil toneladas para 1,6 mil toneladas. Também foi verificada a desclassificação de 2 toneladas de café arábica, ou seja a perda de qualidade do grão. O registro de perda durante o armazenamento, ou seja, uma redução do estoque, é natural. A perda pode ser quantitativa, quando é detectada a queda de peso do produto em função da atividade respiratória e da diminuição do teor de umidade dos grãos, ou qualitativa, quando ocorre a depreciação das características iniciais do produto.

Quando é detectada a perda, é enviada a cobrança ao agente armazenador para restituir o estoque. O pagamento pode ser feito em dinheiro ou em produto. Caso a fatura não seja liquidada dentro do prazo, o valor será acrescido de multa e juros de mora/mês e o devedor será incluído no Sistema de Registro e Controle de Inadimplente (Sircoi) e no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin). Já em caso de desvios, a irregularidade é informada ao Ministério Público e à Polícia Federal. Além disso, a armazenadora fica impossibilitada de operar com a Companhia por dois anos e deve restituir o estoque inicial em dinheiro ou em produto.

As equipes de fiscais da Conab visitaram 100% dos estoques, sendo vistoriados 780 armazéns públicos e privados em todo o país. As vistorias envolveram 225 funcionários, em números acumulados, em função de que há repetição de equipe nas operações ao longo do ano. Os produtos fiscalizados foram café, milho, trigo, feijão, arroz, sorgo e diversos produtos

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
10:00
Receita do dia
Sábado, 17 de Fevereiro de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)