Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/04/2015 15:18

Desafios de Reinaldo: André & relógio

Manoel Afonso

O TEMPO O desafio contra o relógio é um pesadelo para os políticos. Quem está no poder – por exemplo - corre contra o fator tempo, como aquele time de futebol que quer e precisa verdadeiramente ficar em vantagem no placar ao final do jogo.


REINALDO tem manifestado reiteradamente a preocupação em vencer os desafios da saúde e segurança pública. Essa insistência beira a obsessão, injustificável pelo pouco tempo que comanda o Governo. Em tese, teria muito tempo pela frente.


NA POLÍTICA a cobrança é proporcional as promessas porque geram expectativas . Tendo vencido as eleições com seu plano de metas, Reinaldo precisa agora adequar o seu programa de governo à realidade sócio econômica do Estado. Só isso.


EQUÍVOCO A propaganda do Governo insiste naquelas duas vertentes de campanha. Corre assim o risco de minimizar os outros problemas. Lembrando: o candidato, André pulverizou seu programa em 15 pontos, ganhando mais mobilidade.


LEMBRO: A situação do país mudou após as eleições. É unanimidade nacional de que o Governo praticou o estelionato eleitoral e que a realidade econômica é outra. Por consequência Reinaldo tem argumentos de sobra para se adequar ao quadro.

 


VEJA BEM! Se a atividade econômica diminuiu, o Estado arrecada menos e ainda será prejudicado com os cortes do orçamento da União. É dentro desse contexto que a nova administração deve se inserir. Não tem a varinha mágica da ‘fada’.


MUDANÇA? Reinaldo anunciou agora sua disposição de se fixar apenas no horizonte, ignorando o retrovisor. Precisa também, se habituar ao onipresente fantasma de André, incrivelmente motivado ao debate que lhe tem sido oferecido de bandeja.


CRISTAIS Embora o deputado Jr. Mochi tenha demonstrado equilíbrio na sua fala crítica sobre a versão do Governo das contas finais, ficou claro a posição da bancada pró André. Reinaldo já percebeu: as relações com o legislativo são delicadas.


IMPRESCINDÍVEL em certas situações que a interlocução entre o Governo e o Legislativo seja eficiente e rápida. Exige-se habilidade e estatura política. Sergio de Paula – chefe da Casa Civil – parece-nos o mais indicado para essa missão.


O FUTURO A exemplo do que faz no Planalto em relação do PT, até quando o PMDB local praticará a contradição política de se apresentar como força auxiliar do PSDB? É que as eleições vem chegando e as cobranças nas bases eleitorais inevitáveis.

O RELÓGIO Essa maldita invenção que aprisionou o homem, corre contra Reinaldo. Em tese, ele precisa fazer já, pensando em 2016. Há questões e interesses convergentes dentro do próprio Governo, partido e dos aliados que não podem ser esquecidos.


BOA IMPRESSÃO Feliz com seu pedido atendido para a recuperação imediata da BR 060, o deputado Marcio Fernandez saiu do DNIT convicto: Giroto é o diretor executivo no órgão, decidindo com maestria e eficiência que cada caso requer.


LEMBRA o ex-deputado Valter Carneiro: Em 1970 um dos argumentos levados ao governador Fragelli para beneficiar Dourados com a unidade da Casemat, foi o ‘notável crescimento da lavoura na região que já se utilizava de 3 colheitadeiras’.


GEISEL é pouco lembrado diante da figura emblemática de Getúlio, mas para a região de Dourados ele foi importante. Valter lembra: as ações do Prodegran lançado pelo presidente na sua visita em 1976 mudaram os rumos da Grande Dourados.


HISTÓRIA: Getúlio Vargas só sobrevoou a região de Dourados em 1941; em 1957 JK veio e inaugurou a BR-163; em 1963 J. Goulart entregou os títulos da colônia; em 1980 foi a vez de Figueiredo; em 2010 Lula ( em campanha) visitou obras federais.

A PERDA Para o jornalista Guilherme Filho, a não concretização da ferrovia ligando Dourados ao Paraná ( abortada por Sarney em favor da Norte Sul) prejudicou a região, sem representação política forte que lhe desse uma sustentação à altura.


COMPARANDO No que diz respeito a ética (leia-se honestidade) dos governos militares no trato do dinheiro público, a administração petista perde feio. Já pensou esse pessoal do Zé Dirceu no comando das obras daquela época! Festa geral!


HOJE qualquer obra ou investimento do Planalto gera desconfiança sobre o custo real e a cobrança de pedágio pelos políticos e partidos. Não é exagero! Os depoimentos dos empresários na Lava Jato provam: para tocar obra eles pagavam propina.


MEMÓRIA Se o hoje líder partidário na Assembleia Legislativa não tem peso nas tratativas com o Governo, com Harry Amorim era diferente. Para ser atendido pelo governador, o deputado ia à audiência junto com o líder de seu partido.


A PROPÓSITO O legislativo estadual de hoje não tem a estofo das legislaturas passadas. Os interesses pessoais se sobrepõem claramente a questão partidária – num cenário varejista que não empolga, gerando um clima de preocupação.


SIMONE Após a senadora opinar no projeto instituindo o voto distrital na eleição de vereadores nas cidades com mais de 200 mil eleitores, o senador José Serra confessou de forma admirável: “ganhei o dia hoje com a intervenção da senadora Simone”.


PAULO CORRÊA Entregou-me cópia do inquérito administrativo promovido pela Comissão de Valores Mobiliários para apurar denúncias contra a Rede de Energia S.A. E mais: o deputado está consciente da cobrança de resultados desta CPI.


“Você tem o relógio. Eu tenho todo o tempo.” (do beduíno ao europeu apressado)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)