Cassilândia, Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Últimas Notícias

31/03/2006 18:04

Deputados discutem mudanças no relatório da CPI

Jansem Campos/ABr

Parlamentares do governo e de oposição que integram a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios discutem mudanças no relatório do deputado Osmar Serraglio (PMDB-SC) e querem evitar que a comissão chegue ao final sem aprovação do documento.

Do lado governista, o deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP), afirma que o relatório tem falhas técnicas que levantam discussões políticas. Para ele, o mensalão não ficou provado e os indiciamentos propostos no relatório devem ser revistos.

"É preferível colocarem-se teses, indicadores que permitam ao Ministério Público enquadrar criminalmente aqueles que estão envolvidos do que afirmar algo que não pode ser provado", afirmou o deputado em entrevista À Rádio Nacional.

Para o sub-relator de movimentação financeira da CPMI, deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR), a complexidade da investigação torna natural o questionamento dos resultados. "É evidente que um relatório deste tamanho, com tantas frentes de trabalho investigando pessoas muito próximas ao Presidente da República provoca reação. Agora, o desafio é garantir a votação e, se possível, a aprovação do relatório com poucas alterações", disse o deputado oposicionista, também em entrevista à Rádio Nacional.

José Eduardo Cardozo afirmou que "obviamente, aqueles que são atingidos direta ou indiretamente pelas provas obtidas não têm interesse de que o relatório seja aprovado. Temos hoje a polarização política em torno de algumas questões, algumas delas fruto de problemas técnicos. Se não conseguirmos resolver isso, o pior dos cenários poderá se configurar, que é não termos o relatório aprovado na CPI e nosso trabalho de meses terá sido em vão", avaliou o pestista.

Para Gustavo Fruet, a aprovação do relatório pode ser uma oportunidade para o Congresso melhorar sua imagem. "Uma crise como esta é uma oportunidade de melhora. Daqui para frente, o novo governo e o próximo Congresso precisarão ter um relacionamento diferente. A expectativa é de que o próximo parlamento seja de refundação, tamanho o desgaste atingido pelo Congresso atual", disse o deputado tucano.

A discussão e votação do relatório final da CPI dos Correios está prevista para a próxima terça-feira, a partir das 14 horas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 23 de Maio de 2017
Segunda, 22 de Maio de 2017
21:25
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)