Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/01/2007 13:36

Deputados cedem lugar a jornalistas em plenário vazio

Uma cena descreve à perfeição o esvaziamento da posse presidencial ontem no Congresso. No início da tarde, a direção da Casa fez um movimento logo chamado de "liberou geral": jornalistas, funcionários de vários setores e convidados foram autorizados a entrar no plenário da Câmara e sentar nas cadeiras reservadas aos deputados. Foi a única forma de diminuir o constrangimento de um plenário com mais da metade dos lugares vagos.

Atrás de uma das cadeiras ocupadas pela Folha havia uma funcionária do apóio do serviço de taquigrafia. Tirou a sorte grande. É raro ter a chance de se sentar no plenário da Câmara, ainda mais numa posse presidencial. Apesar desse esforço de última hora, cerca de um terço das cadeiras ficou vago.

A presença minguada de público e de personalidades em geral não foi a única marca da posse de Luiz Inácio Lula da Silva. O ambiente estava desidratado de maneira geral em relação à cerimônia de quatro anos atrás.

Vestidos vermelhos? Só seis contra uma profusão na primeira posse lulista. A própria primeira-dama, Marisa Letícia, amarelou o traje. Um dos filhos do casal presidencial, Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, trajava uma gravata vermelha.

Houve menos aplausos do que em 2003 e nenhuma palavra de ordem que tenha sido cantada de maneira efusiva por todo o plenário. Era como se todos estivessem ali para cumprir um ritual maçante e obrigatório. "Acho normal. Não era para ser uma apoteose. O momento é outro", explicava o líder do PT na Câmara, Henrique Fontana (RS).

Dos 27 governadores eleitos e que tomaram posse ontem, 6 apareceram (dois deles do PT): Binho Marques (PT-AC), Cid Gomes (PSB-CE), Marcelo Miranda (PMDB-TO), Sérgio Cabral (PMDB-RJ), Waldez Goes (PDT-AP) e Wellington Dias (PT-PI).

Dos 513 deputados federais, apenas 107 compareceram. Havia também 23 dos 81 senadores.

Na própria Mesa Diretora houve uma defecção importante: o primeiro-secretário da Câmara, Inocêncio Oliveira (PL-PE), preferiu ficar em seu Estado natal e não cumpriu seu dever constitucional de ler o termo de posse de Lula e do vice, José Alencar.

A tarefa então seria repassada a Nilton Capixaba (PTB-RO), o segundo-secretário. Ele estava presente, mas teve seu nome envolvido no escândalo dos sanguessugas. Repassou-se então a missão ao terceiro-secretário, Eduardo Gomes (PSDB-TO).

O cuidado extra do cerimonial da Câmara poupou Lula do constrangimento apenas por algum tempo. O presidente teve de caminhar lentamente até a saída do plenário, abraçando muitos dos políticos presentes, sem distinção. "Fleury, meu caro", disse para o deputado Luiz Antonio Fleury Filho (PTB-SP), quando avistou o ex-governador paulista, em quem deu um forte abraço.

Mais adiante, cumprimentou o presidente nacional do PRTB, Levy Fidelix, o mesmo partido de Fernando Collor --eleito senador por Alagoas, mas ausente ontem.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)