Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019

Últimas Notícias

30/10/2019 16:00

Deputados aprovam projeto que autoriza governo utilizar depósitos judiciais

Campo Grande News

 

Os deputados aprovaram, em regime de urgência, o projeto do governo que muda a forma de definir o saldo para a utilização dos recursos dos depósitos judiciais, assim como a maneira de pagamento destes débitos aos credores, após processo judicial chegar ao fim.

O projeto define que os 20% dos recursos que precisam ficar no fundo de depósitos judiciais sejam em relação ao saldo devedor atualizado deste ano e não de quando a lei foi criada em 2015.

“Quando se aprovou a lei em 2015, o governo tinha um saldo no fundo de R$ 1,4 bilhão, e teria que deixar lá R$ 280 milhões, que corresponde a 20%, mas já houve pagamentos feitos de precatórios e dívidas nos anos posteriores, ou seja, a intenção é que os 20% obrigatórios seja sobre o atual saldo (devedor)”, explicou o presidente da Assembleia, o deputado Paulo Corrêa (PSDB).

Outro ponto do projeto permite que após o processo judicial final, onde é definido o valor do precatório, possa se fazer um prazo de negociação de pagamento desta dívida. “Na lei atual, o governo deve pagar à vista, agora abre a possibilidade para ser em parcelas”, disse Corrêa.

A proposta teve 15 votos a favor e apenas um contrário do deputado Renan Contar (PSL). Ela chegou ontem (29) e logo teve aval dos líderes para seguir em regime de urgência. Agora precisar passar por uma segunda votação, antes de seguir para sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Novembro de 2019
09:00
Santo do Dia
Quarta, 13 de Novembro de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)