Cassilândia, Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

Últimas Notícias

14/07/2006 08:19

Deputado investigado na Sanguessuga tem liminar negada

STF

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, negou seguimento [arquivou] a mandado de segurança impetrado em favor de deputado investigado pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) "dos sanguessugas".

No MS, a defesa do deputado federal alegava que a Polícia Federal não teve autorização judicial do Supremo para interceptar ligações telefônicas de membros do Congresso Nacional, conforme determina a Constituição Federal. Ellen Gracie afirmou que o Supremo não tem competência para processar e julgar originariamente o mandado contra atos praticados por delegados da Polícia Federal, conforme pedido na ação.

Em relação a um segundo mandado de segurança impetrado em favor de parlamentar, a ministra decidiu apreciar a liminar somente após a chegada de informações do presidente da CPMI "dos sanguessugas", apontado como autoridade coatora. A ministra admitiu que “a única alegação (...) provida de liquidez e que não está fundada em meras conjecturas, suposições ou inferências é a que revela uma suposta restrição ao direito do impetrante de ter acesso e extrair cópias das informações a seu respeito”. Por esta razão, determinou a notificação do presidente da CPMI “dos sanguessugas” para prestar informações a respeito das alegações feitas pela defesa do deputado.

Os advogados alegavam que o presidente da CPMI estaria cometendo atos que causam “dano irreparável” à defesa do parlamentar porque não tem sido “oportunizado o devido processo legal” para seu cliente.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 10 de Dezembro de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 09 de Dezembro de 2018
09:00
Santo do dia
Sábado, 08 de Dezembro de 2018
Sexta, 07 de Dezembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)