Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/05/2010 13:45

Deputado diz que decreto que muda legislação ambiental "vai tirar o sono do produtor rural”

Danilo Macedo e Luana Lourenço, Agência Brasil

Brasília - O presidente da Comissão Especial do Código Florestal, deputado Moacir Micheletto (PMDB-PR), é contra a publicação de um decreto presidencial tratando de mudanças na legislação ambiental. Um decreto, com cerca de 30 artigos, está sob análise da Casa Civil e cria mecanismos para que algumas exigências da lei em vigor sejam cobradas do produtor.

Segundo Micheletto, se há uma comissão no Parlamento tratando do assunto, não há necessidade de mais um decreto. “O decreto vem tirar o sono do produtor rural. Queremos que o Executivo deixe o Parlamento decidir a questão definitivamente”, afirmou.

O decreto tem como base entendimentos entre os ex-ministros da Agricultura, Reinhold Stephanes, e do Meio Ambiente, Carlos Minc, e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, consolidados em um documento entregue ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva no final de março.

Entre as principais alterações na lei estão a autorização do plantio em áreas já consolidadas de várzeas, no topo de morros e em encostas e a compensação de reflorestamento da reserva legal obrigatória em outras áreas.

De acordo com ele, o relatório elaborado pelo deputado Aldo Rebelo, relator da comissão especial criada para analisar as propostas de mudança na legislação ambiental brasileira, será apresentado na próxima semana para que os demais parlamentares possam propor emendas ao texto. “Estamos finalizando o relatório nos baseando no tripé jurídico, técnico-científico e legislativo”, disse Micheletto.

Para o coordenador adjunto do Programa de Política e Direito do Instituto Socioambiental (ISA), Raul do Valle, a questão não é exclusiva apenas do governo ou do Congresso. "É uma questão dos dois Poderes. O Código pode até ter pontos a serem aperfeiçoados, mas não é uma legislação equivocada”.

Segundo Valle, cabe ao governo federal criar condições para garantir o cumprimento do Código Florestal. “Faltam bases de apoio à lei nas políticas e isso tem que vir do Executivo”

Edição: Tereza Barbosa



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)