Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/09/2005 15:10

Deputado critica Gushiken e compara governo a 'quadrilha

Agência Câmara

O deputado Onyx Lorenzoni (PFL-RS) comparou o Governo Lula a uma "quadrilha, especialmente quanto aos contratos de publicidade". Lorenzoni é integrante da CPMI dos Correios e fez a afirmação durante o depoimento do chefe do Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Luiz Gushiken, ex-ministro da Secretaria de Comunicação de Governo.
O deputado rebateu as declarações de Gushiken na CPMI e lembrou depoimento do ex-presidente dos Correios Airton Dipp, que afirmou na comissão que todos os atos publicitários da estatal eram realizados após consulta à secretaria. Gushiken reiterou que não interferia nos processos e que os contratos eram submetidos à secretaria por força de lei. "A legislação é de 1993 e tem sido aplicada desde aquela época", disse.

Amnésia
A senadora Ideli Salvatti (PT-SC), também integrante da CPMI, disse que os parlamentares que tratam o suposto esquema de "mensalão" como "o maior escândalo" estão sofrendo de amnésia. "O dinheiro movimentado por Marcos Valério, embora seja um fato grave, envolve milhões de reais, não bilhões, como escândalos passados que não foram investigados por CPIs", afirmou. A senadora citou como exemplo desses "escândalos passados" as supostas irregularidades do Sivam, dos precatórios, do tratamento aos bancos Marka e Fonte-Cindam e da privatização do sistema Telebrás.
Questionado pela senadora, Gushiken confirmou que a receita líquida dos contratos de Marcos Valério com a administração federal girou em torno de R$ 20 milhões ao longo da duração dos contratos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)