Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/07/2016 12:40

Depois do feijão, preço do arroz sobe 25% no mês e pesa no orçamento

Campo Grande News

O prato preferido dos brasileiros está mais caro e pesando no orçamento das famílias. O básico arroz e feijão, está perdendo espaço na mesa daqueles que precisam economizar. Nas últimas semanas, o quilo do feijão passou dos R$ 10 e agora é a vez do arroz que ficou 25% neste mês.

De acordo com o Nepes (Núcleo de Pesquisas Econômicas) da Uniderp, desde o mês passado, o preço do saco de arroz Tipo 1 com 5kg, teve aumento de 25%. Pelos bairros, o preço do produto varia entre R$ 9,88 e R$ 16,99, de acordo com a marca.

Diante do preço do pacote de 5 kg do arroz, os consumidores têm optado por reduzir o consumo e comprar o menor, de um quilo, cujo preço varia entre R$ 3 e R$ 5. Outros decidem buscar um estabelecimento que oferecesse um valor menor do que encontrado no local.

Pesquisa - O Nepes (Núcleo de Pesquisas Econômicas) realizou o levantamento considerando quatro marcas de arroz Tipo 1 (Tio Urbano, Tio João, Tio Bepy e Tio Lautério).

Em junho do ano passado o valor do arroz Tio João era de R$ 14,57, já em junho deste ano o valor subiu para R$ 17,59.

Porém, a maior variação no preço foi no saco de arroz da marca Tio Bepy, 25% em comparação ao mesmo período no ano passado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)