Cassilândia, Terça-feira, 02 de Março de 2021

Últimas Notícias

03/04/2017 13:42

Depois de bebedeira, Lucas pegou táxi e foi parar em Londrina pagando 1,5 mil

Campo Grande News
Essa foi a última foto antes do sumiço de Lucas, após show do Jorge e Mateus. (Foto: Reprodução Facebook).Essa foi a última foto antes do "sumiço" de Lucas, após show do Jorge e Mateus. (Foto: Reprodução Facebook).

Tem coisa que parece surreal, mas acontece. Na madrugada de domingo, o estudante Lucas Alexandre Corrêa Cruz, de 21 anos, bebeu todas e acabou indo parar em Londrina (PR). O preço da maluquice? R$ 1,5 mil de táxi.

A aventura começou depois de brigar com a ex-namorada no show da dupla Jorge e Mateus, aqui em Campo Grande. No dia seguinte, depois de puxão de orelhas da mãe, ele falou sem frescura sobre o que aconteceu, para que sirva de lição a todos.

A família ficou super preocupada, mobilizou os amigos, até o rapaz aparecer. Por telefone, Lucas descreveu ao Lado B como tudo aconteceu, já rindo da história. "Eu fui no show e bebi muito. Devo ter bebido sozinho meia garrafa de vodka e umas cervejas. Acabei discutindo com a minha namorada e fui embora".

A relação entre o álcool e direção é fatal, mas ainda bem que Lucas não pensou em pegar o carro. Depois de entrar em um táxi em frente ao Parque de Exposições Laucídio Coelho, foi até a Rodoviária na tentativa que outro taxista o levasse até Londrina, que fica a 650km de Campo Grande, cidade onde mora a avó. "Sai perguntando se alguém me levava. Achei um que topou, mas ele disse que passaria em casa para buscar a esposa e eu falei que tudo bem".

Depois disso Lucas, lucas dormiu por 8 horas e só se deu conta da viagem quando foi acordado pelo taxista. "Cheguei em Londrina sem bateria no celular e a mulher dele me perguntou se por um acaso não era eu que estava desaparecido".

Em Campo Grande, o desaparecimento de Lucas deixou muita gente assustada. Parentes compartilharam a fotografia do jovem nas redes sociais em busca de notícias. Quando fez o primeiro contato com a mãe, publicou em seguida no Facebook que estava bem em outra cidade.

"Eu ainda tinha mandado uma mensagem pra minha mãe dizendo que ia desaparecer e isso deixou ela mais preocupada. Hoje em dia não dá para sumir um minuto", diz.

Apesar do susto e do puxão de orelha que afirma ter levado da família, Lucas parece tranquilo. "É uma coisa que eu vou contar para os meus filhos. Levei um susto e tive que sair para comprar roupa. Agora estou aqui com a minha vó", tranquiliza.

Ex-acadêmico de Direito, ele estuda para cursar Medicina. Depois do excesso de bebida alcoólica e do dinheiro perdido, reconhece que é preciso mudar. "Bebi muito e sai de mim. Quero parar de beber e sei que dei um susto em todo mundo. Mas graças a Deus estou bem. Cheguei em Londrina com direito a coberta e travesseiro no pescoço, foi o melhor casal", ri ao falar do casal que o levou até lá.

Pelo menos a história insólita teve um final feliz e Lucas jura que aprendeu a lição. "Fui errado e me arrependo disso. Minha mãe está mal com tudo isso", conta. Mas ele admite que não vai perder o bom humor apesar da enxurrada de críticas que vem recebendo pela internet.

"Muita gente me chamando de filhinho de vovó e corno, mas eu não ligo. Fico feliz pelo taxista, ele pegou o dinheiro e me agradeceu, disse que fui um anjo na vida dele e que tinha muita conta para pagar".

O estudante afirma que não pegou o telefone do taxista, mas acredita que ele e a esposa vão ter um fim de semana diferente em Londrina. "Dá para eles ficarem uns três dias e eu podia ter comprado uma passagem para Miami", brincou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 02 de Março de 2021
Segunda, 01 de Março de 2021
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)