Cassilândia, Sábado, 28 de Novembro de 2020

Últimas Notícias

04/11/2020 18:00

Denarc prende mulher suspeita de comercializar medicamento proibido

Fonte: Polícia Civil do Estado de Goiás

Redação
Denarc prende mulher suspeita de comercializar medicamento proibido

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), efetuou, na última quinta-feira (29), a prisão de uma mulher que estava comercializando o medicamento Dolosal – cloridrato de petidina, medicamento controlado, da lista A1: ENTORPECENTES, da Portaria SVS/MS 344/98. A prisão ocorreu em Aparecida de Goiânia. Após informações acerca do fato criminoso, os policiais civis da Denarc realizaram diligências investigativas e conseguiram apreender o referido medicamento no momento em que um motorista de aplicativo o levava para um usuário adquirente. Em seguida, os policiais ainda localizaram mais três caixas do remédio na residência da autuada, totalizando 100 ampolas do medicamento Dolosal – cloridrato de petidina, remédio extremamente nocivo à saúde humana.

O referido medicamento, Dolosal – cloridrato de petidina, é de venda proibida no comércio, além de causar dependência física ou psíquica, sendo um medicamento extremamente perigoso à saúde humana, que, em pouco tempo, pode levar à morte o usuário, sendo utilizável na forma injetável. Cada caixa contém 25 ampolas, portanto, foram apreendidas 100 ampolas do medicamento. Esse medicamento pertence ao grupo dos opioides sintéticos, que pode causar síndrome de abstinência se o uso contínuo for suspenso de forma abrupta.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 28 de Novembro de 2020
Sexta, 27 de Novembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)