Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/08/2005 14:11

Delúbio não comenta afirmação de Lula de que foi traído

Inara Silva / Campo Grande News

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, em depoimento na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito do Mensalão, desconversou quando parlamentares perguntaram o que ele tinha a dizer sobre as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No último discurso em cadeia nacional de rádio e TV, o presidente disse que se sentia traído como todo o povo brasileiro. Ao ser questionado se seria um dos traidores de Lula, Delúbio não respondeu.
O ex-tesoureiro reiterou elogios a Lula e ao PT e disse que não iria delatar ninguém, que não tem mais nada a dizer na CPI e que é a Justiça que vai decidir sobre os culpados pelos fatos.
O ex-tesoureiro do PT disse que o partido nunca "lavou dinheiro". Ele também negou que o partido tenha mandado dinheiro para fora do país. O depoente afirmou que não orientou os depósitos feitos por Marcos Valério no exterior para pagamentos de credores do PT e que soube dessas informações pelo depoimento do publicitário Duda Mendonça na CPI dos Correios, quando este disse que Marcos Valério o orientou a abrir conta no paraíso fiscal das Bahamas para poder receber parte do dinheiro que o PT lhe devia.
Delúbio disse que não esteve dez vezes em Portugal, como foi noticiado, mas apenas uma, e entregou à CPI seu passaporte. Informou ainda que conhece outros países da Europa e da África, além de Cuba - o primeiro país que visitou.
Delúbio contou também que conheceu Waldomiro Diniz - o ex-assessor parlamentar da Casa Civil flagrado pedindo propina ao empresário de jogos Carlinhos Cachoeira - quando Diniz ainda era assessor do então governador do Distrito Federal Cristovam Buarque, hoje senador pelo PT. Ele negou, no entanto, conhecer o doleiro Toninho da Barcelona, que depôs na CPI dos Correios e acusou autoridades e pessoas do PT de terem contas ilegais no exterior.
Durante depoimento ocorreu tumulto e o presidente da CPI, senador Amir Lando (PMDB-RO), suspendeu a reunião por alguns minutos. O tumulto ocorreu quando parlamentares protestavam e falavam ao mesmo tempo, pedindo para o PT pedir desculpas ao país. As informações são da Agência Câmara.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)