Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/04/2013 14:04

Delegados e promotores se enfrentam em debate na OAB sobre a PEC 37

Campo Grande News/ Francisco Júnior e Mariana Lopes

A discussão em torno da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 37 teve mais um capítulo nesta sexta-feira (26) em Campo Grande. Nesta manhã, a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso do Sul) promoveu um debate sobre o assunto. Delegados das polícias federal e civil e representantes do Ministério Público compareceram em peso no evento.

A PEC gera polêmica porque pretende limitar os poderes de investigação criminal às polícias Federal e Civil. A proposta já foi aprovada na comissão especial e está pronta para ser votada em dois turnos pelo plenário da Câmara.

Para o presidente da Adepol (Associação dos Delegados de Mato Grosso do Sul), Fabiano Gastaldi, a proposta só restabelece o que já é lei. Ele afirma que o MP não tem estrutura para investigar. “Não é da competência dele (MP) investigar “, afirma.

O delegado da DECON (Delegacia Especializada de Atendimento ao Consumidor), André Matsuchita, a PEC vai ela vai servir para regulamentar o que compete a cada órgão. “O crime é investigado pela Polícia, acusado pelo MP, e julgado pelo juiz”, explica.

O promotor Alexandre Lacerda afirma que a aprovação da PEC será um desserviço par a sociedade. “ o MP não quer sair as ruas e tomar o lugar dos delegados, mas quanto mais órgão investigando, mais resultados teremos”. Segundo ele, “não podemos dispensar instituições na investigação da criminalidade”, disse destacando que hoje a Polícia consegue investigar de 5 a 8% dos homicídios.

O debate será estendido par a o período da tarde na auditório da OAB.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)