Cassilândia, Domingo, 19 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

17/07/2004 21:00

Delegação de MS apresenta propostas em encontro nacional

Malu Prado / Campo Grande News

Continua em Brasília a “I Conferência Nacional de Políticas para a Mulher”. A delegação de Mato Grosso do Sul conta com 36 representantes, que apresentam propostas no evento. Elas integram entidades ligadas a políticas para a mulher e foram eleitas na Conferência Estadual de Políticas para a Mulher, realizadas nos dias 20 e 21 de maio deste ano.
A Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Mulher foi criada em 1999 aqui no Estado, a primeira do país. Algumas das mais importantes propostas apresentadas na conferência foram apresentadas pelas delegadas sul-mato-grossense: uma reforma no ensino formal para mexer na estrutura da cultura brasileira e remover os resquícios que estimulam a violência doméstica foram apresentadas pelas delegadas do Estado.
Para a coordenadora de Políticas Públicas para a Mulher do Estado, Sandra Alt, os textos dos livros didáticos, desde o início da idade escolar, estimulam, mesmo que sutilmente, a disputa de poder entre homem e mulher. “É necessário desconstruir a cultura de dois mundos para se chegar à igualdade de gêneros”, afirma.
Outra proposta é a criação de uma comissão de comunicação, que faça a interface entre os organismos estaduais encarregados de desenvolver as políticas públicas e ao mesmo tempo articule a formação de outras coordenadorias nos Estados que ainda não têm. Uma das alternativas sugeridas pela coordenadora de Mato Grosso do Sul, mas que depende do governo federal, é a estruturação de organismos com orçamentos próprios.
Para a historiadora e ex-coordenadora da área em Mato Grosso do Sul, Maria Rosana, que também participa do evento como convidada especial, “é preciso abrir o diálogo e estimular a mobilização, criando condições para que as mulheres participem permanentemente das políticas públicas. “Na história brasileira este é o momento mais importante das mulheres”, afirmou.
Entre os temas do encontro estão: o enfrentamento à pobreza e geração de renda; violência e segurança pública; questão racial e étnica; educação e cultura; juventude; saúde e direitos sexuais e reprodutivos; poder democrático e participação. A partir dos debates, serão propostas diretrizes para a criação do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres.
O evento começou na quinta-feira e deve terminar na noite deste sábado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 19 de Novembro de 2017
11:00
Mundo Fitness
Sábado, 18 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 17 de Novembro de 2017
19:49
Cassilândia
10:28
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)