Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/07/2004 21:00

Delegação de MS apresenta propostas em encontro nacional

Malu Prado / Campo Grande News

Continua em Brasília a “I Conferência Nacional de Políticas para a Mulher”. A delegação de Mato Grosso do Sul conta com 36 representantes, que apresentam propostas no evento. Elas integram entidades ligadas a políticas para a mulher e foram eleitas na Conferência Estadual de Políticas para a Mulher, realizadas nos dias 20 e 21 de maio deste ano.
A Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Mulher foi criada em 1999 aqui no Estado, a primeira do país. Algumas das mais importantes propostas apresentadas na conferência foram apresentadas pelas delegadas sul-mato-grossense: uma reforma no ensino formal para mexer na estrutura da cultura brasileira e remover os resquícios que estimulam a violência doméstica foram apresentadas pelas delegadas do Estado.
Para a coordenadora de Políticas Públicas para a Mulher do Estado, Sandra Alt, os textos dos livros didáticos, desde o início da idade escolar, estimulam, mesmo que sutilmente, a disputa de poder entre homem e mulher. “É necessário desconstruir a cultura de dois mundos para se chegar à igualdade de gêneros”, afirma.
Outra proposta é a criação de uma comissão de comunicação, que faça a interface entre os organismos estaduais encarregados de desenvolver as políticas públicas e ao mesmo tempo articule a formação de outras coordenadorias nos Estados que ainda não têm. Uma das alternativas sugeridas pela coordenadora de Mato Grosso do Sul, mas que depende do governo federal, é a estruturação de organismos com orçamentos próprios.
Para a historiadora e ex-coordenadora da área em Mato Grosso do Sul, Maria Rosana, que também participa do evento como convidada especial, “é preciso abrir o diálogo e estimular a mobilização, criando condições para que as mulheres participem permanentemente das políticas públicas. “Na história brasileira este é o momento mais importante das mulheres”, afirmou.
Entre os temas do encontro estão: o enfrentamento à pobreza e geração de renda; violência e segurança pública; questão racial e étnica; educação e cultura; juventude; saúde e direitos sexuais e reprodutivos; poder democrático e participação. A partir dos debates, serão propostas diretrizes para a criação do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres.
O evento começou na quinta-feira e deve terminar na noite deste sábado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)