Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

19/04/2005 12:59

Delcídio vai tentar unir o PT e o PMDB

Assessoria

Como líder do PT no Senado e mesmo sendo adversário do PMDB em Mato Grosso do Sul, Delcídio do Amaral recebeu a missão do ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, para promover a aproximação entre petistas e peemedebistas em Brasília. Após a rejeição ao nome do engenheiro José Fantini ao cargo de presidente da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a aliança nacional entre o PT e o PMDB está sob ameaças de rompimento e, neste momento, as lideranças petistas estão buscando reatar a relação partidária. “Na semana passada eu me dediquei a isso com a ministra Dilma Rousseff para garantir a maioria no Senado. Líder do PT, é isso!”, comentou o senador Delcídio do Amaral, que contesta a aproximação do PT e do PMDB em Mato Grosso do Sul. “A verticalização deverá cair e nós continuaremos em campos adversários”, disse.

Para o senador, no seu campo de atuação no Senado, os ânimos dos peemedebistas já estão acalmados. “No Senado, a situação está favorável. Mas, na Câmara a base de sustentação está toda dividida. Do jeito que está, haverá novas mudanças”, comentou. Segundo a opinião de Delcídio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá fazer novas reformas administrativas para garantir essa aliança nacional. “É só o presidente tomar conta de tudo, que haverá nova reforma”, enfatizou.

De acordo com informações do senador, a rejeição do PMDB ao nome de José Fantini foi alvo do desentendimento entre PMDB e PT que poderá ser solucionado com novas conversas. “Estamos em articulações com a ministra de Minas e Energia com pessoas ligadas ao PMDB da Eletronorte e da Eletrobrás”, disse.

Rejeição

No primeiro movimento, o PMDB, articulado pelo líder Ney Suassuna (PB) e pelo senador Valdir Raupp (RO), rejeitou, por 12 votos a 11, na Comissão de Infra-Estrutura do Senado, a indicação de José Fantini para o diretor-geral da ANP. O indicado para a outra diretoria vaga na agência, Vítor Martins, foi aprovado por 20 a 3.

Paralelamente, foram recolhidas assinaturas de apoio da bancada a Jucá. Dos 23 senadores, 21 assinaram. Ficaram de fora Pedro Simon (RS) e Gerson Camata (ES). Em junho de 2003, insatisfeito com o Governo, o PMDB também comandou a rejeição de Luiz Alfredo Salomão para a ANP.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 24 de Junho de 2017
Sexta, 23 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)