Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/12/2004 09:02

Delcídio vai apresentar projeto regulamentando mineração

Cadu Bortolotto

A Comissão Temporária das Questões Indígenas do Senado se reúne quarta-feira, 15 de dezembro, em Brasília, para apreciar o relatório sobre a situação dos conflitos que envolvem índios em Rondônia. O relator da Comissão, senador Delcídio do Amaral (PT/MS), adiantou que será proposto um projeto-de-lei para regulamentar a mineração nas reservas indígenas, onde a ausência de legislação e a manipulação dos índios por pessoas estranhas à comunidade acabam gerando tensões que terminam em conflitos como o que ocorreu em junho deste ano na Reserva Roosevelt, onde morreram 29 garimpeiros.
- O projeto vai estabelecer diretrizes que permitam a exploração legalizada das reservas minerais em áreas indígenas, que hoje não existe, além de definir regras para a compra e a venda de tudo o que for extraído das reservas. Vamos também regulamentar os processos de exploração de lavra e os cuidados ambientais associados a esse tipo de atividade – adiantou o relator.

DEMARCAÇÃO DE TERRAS
Delcídio revelou que na reunião de quarta-feira serão avaliados todos os trabalhos desenvolvidos pela Comissão este ano, como as visitas a Roraima, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, onde também ocorreram conflitos entre índios e produtores rurais.Outro tema a ser debatido é o Projeto-de-Lei nº 188/2004, que dispõe sobre o procedimento administrativo de demarcação de terras indígenas.
A Comissão encaminhou esta semana requerimento à mesa do Senado, pedindo o adiamento da discussão em plenário do projeto, para que seja ouvida a Comissão de Constituição e Justiça e outros setores que têm interesse no assunto, como as lideranças indígenas , as do setor rural e organizações não-governamentais que atuam na área. De acordo com o regimento do Senado, por ter elaborado o projeto, a Comissão Temporária de Assuntos Indígenas é a única que tem poder para solicitar a retirada da matéria da pauta.








- Vamos promover os aperfeiçoamentos necessários a preservar os direitos das etnias indígenas e também dos produtores rurais. Existem pontos do projeto que a Comissão entende como fundamentais para acabar com os conflitos envolvendo índios e produtores rurais no Brasil. Um deles é a garantia de que os produtores serão ressarcidos pelas benfeitorias e a terra nua que for demarcada como território indígena . Recentemente , aqui mesmo em Mato Grosso do Sul, assistimos ao fim de um conflito que se estendeu por quase uma década, em Panambizinho. O governo reconheceu o direito dos índios e dos produtores, comprou uma fazenda para recolocar colonos que foram para a região de boa fé e devolveu as terras aos Guarani, em um processo em que todo mundo saiu ganhando - afirmou o senador.
Delcídio disse que na reunião de quarta-feira os membros da Comissão vão discutir instrumentos que serão sugeridos ao governo para que a FUNAI possa promover a melhoria da qualidade de vida nas aldeias.
- Queremos uma FUNAI fortalecida, com um novo Plano de Cargos e Carreiras que contemple as importantes missões que desempenha e um quadro técnico adequadamente formado e bem remunerado, para que ela possa atuar de maneira mais eficaz em favor das comunidades indígenas – disse o senador.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)