Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/02/2005 13:49

Delcídio esclarece declarações de Lula sobre corrupção

Fernanda Mathias / Campo Grande News

O líder do PT no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), usou hoje a tribuna para esclarecer, em nome do governo, declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva feitas ontem no Espírito Santo que geraram grande polêmica. De acordo com a Radiobrás, após visitar obras da Estação de Tratamento de Óleo Fazenda Alegre, da Petrobrás, em Jaguaré, Lula disse que, no início de seu governo, "um alto companheiro" teria lhe dito que "o processo de corrupção" em governos anteriores havia sido muito grande. Ele relatou ter aconselhado o interlocutor a não tratar dessas informações publicamente. As declarações do presidente motivaram líderes da oposição a ameaçarem processo, argumentando que o presidente teria sido omisso ao não tomar providências se soube de corrupção em processos de privatização.
Segundo o senador a conversa ocorreu no início de 2003 entre Lula e o então presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Lessa. A conversa faria referência à compra da Eletropaulo pela empresa norte-americana AES, em 1997. O senador disse que o negócio envolveu um empréstimo do BNDES de US$ 1,4 bilhões. Com o racionamento de energia em 2001, as empresas do setor passaram por uma crise financeira "e suas ações viraram pó", disse o líder petista. Na época, Lessa teria dito ao presidente – segundo relatou Amaral – que, por causa da crise vivida pela AES, o banco teria que lançar uma dívida em dezembro de 2003 da ordem de US$ 2 bilhões.
Após esse episódio, afirma Amaral, o BNDES deu início a um processo de renegociação com o setor – que resultou no acordo em que a AES ficou com 50,01% das ações da Eletropaulo, e o governo federal, com outros 49,99%.. O líder petista afirmou ter conversado com Lula, o ministro da Secretaria de Comunicação de Governo e Gestão Estratégica (Secom), Luiz Gushiken, o ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, além do atual presidente do BNDES, Guido Mantega.
Esta manhã, o senador Jefferson Peres (PDT-AM) apresentou requerimento à Mesa Diretora pedindo a convocação do ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, para explicar no Senado as declarações do presidente Lula. Já o líder do PSDB, Arthur Virgilio Neto (AM), propôs um voto de censura do Senado ao presidente.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)