Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Março de 2017

Últimas Notícias

12/08/2005 09:30

Delcídio discute bloqueio das contas de Valério

Marcos Chagas - Agência Brasil

O presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, senador Delcídio Amaral (PT-MS), tem encontro agendado amanhã (12) com a secretária nacional de Justiça, Cláudia Chagas, para discutir mecanismos que permitam rastrear e bloquear contas do empresário Marcos Valério de Souza no exterior. O publicitário Duda Mendonça disse hoje (11) em depoimento à CPMI que recebeu R$ 10 milhões de Valério por meio de uma conta off-shore (fora do país) aberta nas Bahamas, país considerado paraíso fiscal.

Para o senador Delcídio Amaral, o depoimento de Duda Mendonça e de sua sócia Zilmar Fernandes vai "qualificar as investigações da CPMI". Ele ressaltou que as revelações do publicitário, responsável por várias campanhas do PT nas eleições de 2002, inclusive a do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, "saiu da mesmice" dos depoimentos anteriores. "Era uma história muito bem contada que tinha começo, meio e fim. Agora, estamos vendo que não é como se falava", disse.

Também hoje Delcídio Amaral reunirá representantes da comissão para reavaliar o calendário de trabalhos da próxima semana, diante das declarações feitas por Duda Mendonça. "Agora vamos cruzar as informações e avaliar o histórico delas, temos que ter cautela", afirmou o senador. Para Delcídio, o depoimento espontâneo de Duda Mendonça abre uma nova alternativa, que é a investigação de remessa ilegal de recursos para o exterior.

No depoimento, o publicitário saiu em defesa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do líder do governo no Senado, Aloízio Mercadante (PT-SP). Segundo ele, em 2002, foi acertado com o PT um pacote nacional de campanhas eleitorais no valor de R$ 25 milhões, que incluía as campanhas do presidente Lula, dos candidatos aos governos do Rio de Janeiro e de São Paulo, Benedita da Silva e José Genoíno, além dos candidatos ao senado nos dois estados.

Os R$ 10 milhões depositados no exterior por Marcos Valério foram parte desse pacote nacional. Duda Mendonça, no entanto, disse que as campanhas de Lula para a Presidência da República e do senador Mercadante foram pagas com dinheiro oficial.

Ele justificou a decisão de comparecer espontaneamente à CPMI para explicar a origem dos recursos recebidos de Marcos Valério. "O Marcos Valério começou a me citar muito. A estratégia dele de se misturar comigo é interessante para ele, não para mim. Atacar quem está numa situação incômoda é fácil. É fácil dizer que o Duda Mendonça está mentindo. Prova! Eu mostrei documentos", afirmou o publicitário citando os fax emitidos pela SMP&B para sua empresa avisando dos depósitos realizados na conta das Bahamas.

Enquanto Duda Mendonça prestava depoimento na CPI dos Correios um grupo de adolescentes com a bandeira da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (Ubes) realizou uma rápida manifestação nos corredores do Senado, chamando a atenção de parlamentares, funcionários da Casa e jornalistas. Eles gritavam palavra de ordem contra o pagamento de mesada aos parlamentares e contra o governo.

Os cerca de 10 manifestantes estavam com o rosto pintado de verde e amarelo no estilo dos cara-pintadas que foram às ruas no início dos anos 90 contra o governo Collor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 22 de Março de 2017
21:53
Cassilândia
20:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)