Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

17/09/2004 08:25

Dekasseguis: 274 mil brasileiros vivem no Japão

Liésio Pereira/ABr

Os descendentes dos imigrantes japoneses começaram a fazer o caminho de volta a partir dos anos 80, em busca de melhores oportunidades. São os chamados “dekasseguis”, palavra que significa pessoa que sai de seu local de origem para trabalhar temporariamente em outro lugar e ganhar dinheiro. No final do ano passado, mais de 274 mil dekasseguis brasileiros residiam no Japão, um crescimento de 2,4% em relação ao ano anterior e um número bem maior que os 1,9 mil que vivam no país em 1985.

As maiores comunidades de brasileiros no Japão estão nas províncias de Aichi (57,3 mil), Shizuoka (41,4 mil) e Nagano (17,8 mil). Entre os estrangeiros que vivem com vistos permanentes no país, os brasileiros representam 57,3%, segundo dados do Ministério da Justiça do Japão.

Os brasileiros estão atrás apenas dos chineses e coreanos entre os estrangeiros que vivem no Japão. A maioria trabalha em linhas de montagem das fábricas, executando o serviço que os japoneses se recusam a fazer. “É um trabalho que eles chamam de três ‘K’: Kiken (perigoso), Kitani (sujo) e Kitsui (pesado)”, explicou a jornalista Keiko Bailone, que morou no Japão de 93 a 95.

O trabalhador de uma fábrica no Japão ganha, em média, US$ 2,5 mil mensais por dez horas diárias. As horas extras podem elevar esse valor até a US$ 4 mil por mês. Os dekasseguis mandam cerca de US$ 2 bilhões por ano para o Brasil. Estudo da Fundação Getúlio Vargas constatou que os dekasseguis economizam de US$ 1 mil a US$ 1,5 mil por mês em média.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Agosto de 2017
Domingo, 20 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
09:50
Três Lagoas
Sábado, 19 de Agosto de 2017
20:38
Para o fim de semana
10:00
Receita do dia
Sexta, 18 de Agosto de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)