Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/08/2012 19:27

Defesa de sócio de Marcos Valério contesta acusações que pesam sobre seu cliente

Heloisa Cristaldo, Agência Brasil

Brasília – O último advogado a fazer sustentação oral hoje (6) no julgamento do mensalão, no Supremo Tribunal Federal (STF), começou a fazer suas alegações. Hermes Vilchez Guerrero defende o publicitário Ramon Hollerbach Cardoso dos crimes de formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Hollerbach junto com Marcos Valério e Cristiano Paz contribuíam para realização dos crimes de corrupção ativa.

“[Ramon Hollerbach] Não pode ser condenado pelo seu CNPJ [cadastro das empresas na Receita Federal]”, disse Guerrero, lembrando que sobre Hollerbach pesam as mesmas acusações imputadas a Marcos Valério, dono da SMP&B. \"Ele deve ser condenado pelo seu CPF [cadastro de pessoas físicas na Receita Federal]. Ramon é citado 66 vezes nas alegações finais [do Ministério Público] e, em apenas uma, é citado sozinho\".

Na sessão de amanhã (7), está prevista a defesa do empresário e sócio de Marcos Valério, Cristiano de Mello Paz, do advogado Rogério Lanza Tolentino, ligado a Marcos Valério, da ex-diretora da agência SMP&B Simone Vasconcelos, da gerente financeira da SMP&B, Geiza Dias dos Santos e da ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabello.

A fase das sustentações orais começou hoje (5) e está prevista para terminar no próximo dia 14. Em cada sessão, são ouvidos cinco advogados, segundo a ordem da denúncia.


Edição: Lana Cristina//A matéria foi corrigida, no dia 7/8/2012, às 15h59, para correção de informação sobre a relação de Rogério Tolentino no processo


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)