Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

01/05/2006 16:05

"Decreto supremo" ameaça expulsar Petrobras da Bolívia

Humberto Marques / Campo Grande News

A Bolívia passará a ter, em no máximo seis meses, controle total e irrestrito das reservas e da exploração dos hidrocarbonetos dentro de seu território. “Decreto supremo” assinado hoje pelo presidente Evo Morales nacionalizou todas as operações relacionadas a petróleo, gás natural e similares no país, dando prazo de 180 dias para as empresas instaladas em território boliviano atualizarem os contratos – repassando toda a produção à YBFB (Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos, estatal do setor) – ou abandonarem o país.

“Acabou o saque de nossos recursos naturais por empresas estrangeiras”, disse Morales, ao ler o decreto em uma localizada no departamento de Tarija, no sul da Bolívia. De acordo com a agência de notícias EFE, o presidente anunciou o confisco das ações de várias empresas de capital misto (público e privado), para que a YPFB tenha mais de 50% do controle das direções – a medida atingiu, por exemplo, a Andina (filial da Repsol) e uma subsdiária da Petrobras Bolívia. Diplomatas ouvidos pela EFE afirmaram que o “decreto supremo” vai além do que esperavam as petrolíferas instaladas na Bolívia, e só lhes deixam duas alternativas: recorrer aos organismos internacionais para mediar a situação ou deixar a Bolívia.

A nacionalização das reservas foi anunciada no campo de San Alberto, considerado o mais rico da Bolívia e operado pela subsidiária da Petrobras naquele país – localizado a 100 km de Tarija, na comunidade de Carapari. As reservas dessa região correspondem a 70% de todo o gás natural boliviano explorado pela Petrobras. Com o decreto, a empresa brasileira deverá obrigar 82% de tudo o que produz para a estatal da Bolívia, o que significará o acréscimo de US$ 300 milhões ao tesouro boliviano até 2007.

Morales ressaltou que esta foi a “terceira e definitiva” nacionalização do gás boliviano: em 1937, a América do Sul viu, pela primeira vez, uma empresa do setor ser estatizada, o que aconteceu com a Standard Oil, dos EUA. Em 1969, foi a vez da Gulf Oil, também norte-americana. Desta vez, o governo boliviano enviará para os campos de exploração um “batalhão” de engenheiros das Forças Armadas da Bolívia e de funcionários da YPFB. “Pedimos às petroleiras que respeitem a dignidade dos boliviamos, que respeitem essa decisão do povo boliviano. Se não respeitarem, faremos respeitar à força, porque se trata de respeitar os interesses de um país”, declarou o presidente Boliviano.

As reservas bolivianas de gás natural são a segunda maior da América do Sul, atrás apenas das venezuelanas (que, segundo estimativas, somam o triplo do combustível). O mercado tornou-se atrativo para grandes empresas do setor: além da Repsol e da Petrobras, operam no país a British Gás e a British Petroleum (do Reino Unido), Total-Fina-Elf (consórcio franco-belga), as norte-americanas Panamerican Energy e Exxon Móbil, a argentina Pluspetrol, a Canadian Energy (Canadá) e a coreana Dong Wong.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)