Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/11/2009 08:48

Decreto reduz tempo de permanência de PM transferido

Fernanda Mathias, Campo Grande News

Decreto assinado ontem pelo governador, André Puccinelli (PMDB) e publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira atende à uma reivindicação antiga dos policiais militares: reduz a permanência mínima obrigatória dos oficiais e praças que foram transferidos de suas cidades.

No caso dos oficiais, que tinham de ficar pelo menos três anos na Organização Policial Militar para a qual foi movimentado, o prazo cai para dois anos. Para praças e soldados a redução é de quatro para um ano. A exceção em ambos os casos é para guarnições especiais, cujo prazo é regulamentado pelo comandante-geral.

O presidente da Associação de Cabos e Soldados, José Melo Irmão, explica que para não haver prejuízo ao município para o qual o policial foi movimentando ele terá de fazer uma permuta com outro. Ele explica que a redução da permanência mínima tem foco social, para que policial não se distancie de sua família.

“Temos por exemplo o caso de um policial que está em Bataguassu, com a mãe doente e que depende dele em Corumbá. Como o policial vai conseguir trabalhar longe de sua família”, questiona. Segundo ele, a luta é antiga. O decreto anterior era de 1981.

Mello acredita que hoje cerca de 20% dos policiais militares trabalham fora de suas cidades de domicílio.

Ainda conforme o decreto publicado nesta terça-feira, o policial militar quando estiver transferido terá de morar na cidade para a qual for movimentado até o final do prazo. Nas movimentações dentro da própria área, quem optar por não mudar de residência, não vai receber ajuda de custo e auxílio para transporte.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)