Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

26/07/2012 15:40

Decreto libera licenciamento provisório a RTVs e RpTVs

Retransmissoras (RTVs) e repetidoras (RpTVs) cuja outorga já tenha sido autorizada em decreto legislativo e o uso de radiofreqüência aprovado na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) não precisarão mais esperar pela licença definitiva de funcionamento para começarem a operar.

Decreto presidencial publicado nesta quarta-feira (25) libera o funcionamento provisório de todas as RTVs e RpTVs que estiverem nessas condições. A medida passa a ser regra daqui para a frente e inclui as futuras concessões.

Esta é mais uma da série de ações tomadas na gestão do ministro Paulo Bernardo para simplificar os processos de radiodifusão. No início deste ano, o órgão havia concedido o mesmo benefício às rádios e às geradoras de TV.

A criação de equipes especiais para agilizar a análise de outorgas, a concessão de maior autonomia às delegacias regionais e o convênio com a Anatel para analisar processos de engenharia estão entre as outras iniciativas do Minicom para melhorar a vida do radiodifusor.


“O objetivo é dar mais celeridade à tramitação dos processos de autorização para novas RTVs e fazer com que essas emissoras funcionem legalmente”, afirma o secretário de Comunicação Eletrônica, Genildo Lins. A estimativa é a de que 4 mil retransmissoras e repetidoras sejam beneficiadas com a medida.

O decreto também detalha prazos para que geradoras, RTVs, RpTVs e também rádios solicitem as autorizações. O pedido para o uso de radiofreqüência deve ser feito no prazo de quatro meses a partir da data de publicação da outorga. E, depois de ter essa autorização, a emissora terá no máximo 12 meses para entrar em operação.


Quanto à licença de funcionamento, a emissora terá um ano para solicitá-la ao Ministério das Comunicações a partir da data de publicação da licença de uso de radiofreqüência da Anatel.

O requerimento para a licença de funcionamento deve ser instruído com laudo de vistoria das estações, elaborado por engenheiro habilitado. Caso o laudo não esteja de acordo com as características técnicas aprovadas, será concedido prazo para regularização.

A licença só será expedida após a aprovação do laudo de vistoria da estação e a comprovação do pagamento da Taxa de Fiscalização de Instalação.

Assessoria de Comunicação da Abert

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)