Cassilândia, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

Últimas Notícias

12/09/2019 08:40

Decreto de emergência por causa das queimadas abrange 9 cidades de MS

Campo Grande News

O decreto de situação de emergência por causa do alto número de queimadas em Mato Grosso do Sul, a ser publicado nesta quinta-feira (11) pelo governo do Estado, vai abranger nove municípios, a maioria deles no Pantanal, entre eles Corumbá, campeã nacional em registros de incêndios florestais. A estimativa apresentada durante o anúncio da medida é de que já tenham sido consumidos pelo fogo mais de 1 milhão de hectares e o Estado quer apoio federal para combater o fogo que se alastra pela vegetação em meio à estiagem e forte calor.

Serão incluídos no decreto os municípios de Aquidauana, Anastácio, Miranda, Corumbá, Ladário e Porto Murtinho, no Pantanal. Os outros três são Bonito, Bodoquena e Dois Irmãos do Buriti. Há lugares onde as chamas começaram há vários dias e ainda não foram debeladas.

Rota do fogo - Sobrevoo com duração de seis horas, realizado nesta quarta-feira (11), por militares do Corpo de Bombeiros, revelou a extensão e gravidade dos focos de incêndios na região do Pantanal e na sua borda, abrangendo os municípios de Aquidauana, Miranda e Corumbá.

O objetivo, segundo divulgado, é que a visualização aérea com as respectivas coordenadas, dê elementos para a ação planejada da Defesa Civil do Estado e das brigadas de combate ao fogo e o emprego de novos equipamentos.

O tenente-coronel Fernando Carminati, relações públicas do comando do Corpo de Bombeiros, participou do sobrevoo e informou que a situação é crítica, obrigando a aeronave a operar por instrumento devido à fumaça. Ao Campo Grande News, ele disse que em Corumbá, a fumaça prejudicou totalmente a visualização.

Em Aquidauana e Dois Irmãos do Buriti, onde há chamas que começaram no sábado, também se vê muita fumaça.

Conforme o oficial, o fogo é muito intenso na Fazenda Caiman, em Miranda, onde o levantamento foi feito com a presença dos técnicos que coordenam a ação de combate aos focos. “Vai permitir um combate mais eficaz e pontual no local”, disse Carminati.

O sobrevoo compreendeu oito pontos de focos: Serra da Boa Sentença, Alto Rio Negro, Parque Estadual do Rio Negro, Parque Estadual Touro Morto, Fazenda Caiman, Fazenda Santa Rita (Bodoquena), Aldeia Água Branca e Pantanal de Corumbá.

Veja imagens feitas pelos bombeiros:

Auxílio - Para combater os focos de incêndios florestais, o governo oficializou pedido de apoio aéreo ao Cenad (Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres) para combate aos incêndios florestais na região do Pantanal e borda e Serra da Bodoquena, onde ocorrem a maioria dos focos de calor registrados pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

A solicitação, afirma a administração estadual, antecipa o apoio operacional do governo federal que será garantido com o decreto de situação de emergência assinado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB). “Estamos nos adiantando à tramitação do pedido de apoio diante da situação crítica, onde mais de um milhão de hectares já foram queimados no Estado em 40 dias”, disse o tenente-coronel Fábio Catarinelli, coordenador de Defesa Civil do Estado.

Com 1.552 focos de incêndios florestais neste mês, Mato Grosso do Sul só fica atrás de Mato Grosso (4.781) e Rondônia (1.611). No acumulado do 2019 já são 6.301 queimadas detectadas pelo Inpe no Estado. O número já supera a quantidade de focos acumulados em seis dos últimos dez anos (2.380 em 2018; 5.737 em 2017; 4.617 em 2015; 2.214 em 2014; 3.615 em 2013; 3.731 em 2011).

Corumbá, só na terça-feira (10), teve mais de 250 focos de calor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 20 de Setembro de 2019
Quinta, 19 de Setembro de 2019
10:00
Receita do Dia
Quarta, 18 de Setembro de 2019
12:42
Cassilândia
12:39
Cassilândia
11:00
Mundo Fitness
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)