Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/02/2016 06:10

Decoada tem causado mortandade de peixes pequenos no Pantanal

Campo Grande News

A decoada, fenômeno relacionado a cheia dos rios do Pantanal nesta época do ano, tem causado a mortandade de peixes pequenos nas regiões de Albuquerque, distrito de Corumbá e Porto Guarani, em Porto Murtinho. O fenômeno causado por inundações de rios, como o Negro e Abobral que desaguam no Aquidauana e Miranda, baixam o oxigênio das águas, causando a morte dos animais.

Conforme a pesquisadora da área de limnologia da Embrapa Pantanal, Márcia Divina de Oliveira, a cor da água fica escura e o oxigênio fica baixo. "A morte de peixes geralmente pequenos, ocorrem em áreas isoladas, mas nada que chame muito a atenção ou afete a natureza, já que a decoada é comum e acontece todos os anos", explica.

Outro fator que está ligado ao oxigênio baixo das águas dos rios nesta época é a decomposição das plantas que estavam secas e com as inundações, se desintegraram. "Quando está muito seco e as plantas dos rios recebem uma grande quantidade de água, que são as inundações, elas se decompõem e liberam dióxido de carbono, baixando o oxigênio. Os peixes acabam morrendo quando tem temperatura alta, ph baixo e oxigênio baixo", avalia.

O fenômeno acaba geralmente em maio, quando é freada pelas frentes frias. "Quando começa a esfriar, a decoada vai acabando, mas demora um certo tempo, pois a temperatura da água demora a cair", explica.

De acordo com o diretor presidente do Ecoa (Ecologia e Ação), André Luiz Siqueira, peixes pequenos como piranha e piau, são os que morrem com a decoada. "As comunidades ribeirinhas que acabam percebendo a morte desses animais porque acompanham diariamente o que acontece com o rio, mas isso não é algo que cause impacto local", comenta.

Siqueira explica que a decoada mais intensa ocorre na Serra do Amolar, em Mato Grosso do Sul. "Como na área existe uma biomassa grande protegida, o rio enche e acaba sujando a água e matando os peixes do lugar, mas o pico da cheia acontece neste local em maio", informa.

Porém, como está chovendo bastante nessas regiões de Corumbá e Porto Murtinho, isso ajuda a elevar o oxigênio dos rios. "As chuvas ajudam a amenizar a decoada, pois injeta água nova e recicla o oxigênio", finaliza.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)