Cassilândia, Domingo, 23 de Abril de 2017

Últimas Notícias

09/10/2006 13:51

Decisão tira OAB de briga por vaga no Tribunal de Contas

Graciliano Rocha / Campo Grande News

Uma decisão do desembargador Jorge Frias, do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) tirou a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) da briga pela cadeira vaga no TCE (Tribunal de Contas do Estado de MS).

A ordem pleiteava atuar como assistente de defesa de uma das partes – a dos funcionários do TCE que tentam impedir a nomeação do secretário José Ricardo Cabral (Receita) como conselheiro na vaga aberta com a aposentadoria de Franklin Masruha.

Frias entendeu que a OAB não pode participar da causa porque ela diz respeito a um direito individual e não coletivo. A decisão é de sexta-feira, mas ainda não foi publicada no Diário da Justiça.

“Ainda não tive acesso ao voto do desembargador, mas talvez haja um equívoco porque uma das atribuições da OAB é defender a Constituição. Se houve uma lesão à Constituição, a presença da OAB é inconteste”, disse há pouco o advogado Antônio Cézar Lacerda Alves, conselheiro da ordem que está acompanhando a disputa entre o secretário e os funcionários do TCE pela vaga. “Se houve equívoco vamos recorrer”.

Na prática, a decisão muda muito pouco no quadro da queda-de-braço judicial porque o mérito da disputa ainda não foi julgado pelo tribunal pleno. O governador mandou a indicação de José Ricardo para ser votada na Assembléia e os auditores e procuradores do TCE/MS entraram com uma ação para impedir a nomeação do secretário.

Para os auditores e procuradores, o governador deve indicar um funcionário de carreira do tribunal. Para o governo, a nomeação do sucessor da cadeira ocupada por Masruha é de livre escolha do Executivo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 23 de Abril de 2017
Sábado, 22 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Sexta, 21 de Abril de 2017
11:00
Mundo Fitness
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)