Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/08/2009 14:25

Decisão do TJ livra governo de fornecer prótese peniana

Fernanda Mathias, Campo Grande News

Após perder em primeira instância a disputa judicial com um homem de 60 anos, que entrou na Justiça para assegurar uma prótese peniana, o governo do Estado teve recurso provido em julgamento pela 5ª Truma Cível do Tribunal de Justiça, na quinta-feira passada.

O homem entrou na Justiça para garantir o fornecimento da prótese, que custa R$ 3 mil e cobertura de despesas com a cirurgia. Na sentença em primeiro grau o juiz considerou que a saúde é direito social e que diante do problema de disfunção erétil a protese teria de ser doada.

Já o governo entrou com recurso alegando que a prótese peniana não consta na tabela do SUS e que o homem não teria tentando outros tipos de tratamento.

O relator levou em conta que embora a Constituição garanta acesso aos serviços de saúde não há previsão de situaçoões individualizadas e considerou que não ficou provado que a implantação da prótese seria o único recurso para solucionar o problema.

Ele observou que “que o requerente é viúvo, tem mais de 60 anos e por certo poderá se socorrer de outros tipos de técnicas e medicamentos que possam vir a atender suas necessidades e consequentemente suprir seu pedido”. Assim, por unanimidade, o recurso do governo foi provido.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)