Cassilândia, Domingo, 28 de Maio de 2017

Últimas Notícias

22/11/2005 15:54

Decisão da CCJ adia votação do processo de José Dirceu

Priscilla Mazenotti e Iolando Lourenço /ABr

Por 34 votos a 15, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, integralmente, o parecer do relator Sérgio Miranda (PCdoB-MG) sobre o processo que pede cassação do mandato do deputado José Dirceu (PT-SP). O relatório recomenda uma nova leitura do processo no plenário da Casa. Na prática, o processo contra Dirceu, que seria votado em Plenário amanhã (23), deverá ser votado na quarta-feira (30) da próxima semana.

De acordo com o Regimento Interno da Câmara, a votação de um processo só pode ocorrer, no mínimo, duas sessões depois da leitura em plenário, a não ser que haja apresentação de requerimento com pelo menos 51 assinaturas. O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) disse que havia as assinaturas necessárias para pedir requerimento por quebra de interstício (interrupção do prazo regimental), mas, como a decisão da CCJ não foi lida na ordem do dia do plenário, o documento não pôde ser apresentado.

"Isso atrasa o trabalho do Conselho de Ética. Estávamos com uma votação marcada para amanhã e outra para o dia 30. Isso vai adiar e estamos no final da sessão legislativa", disse Júlio Delgado. "Com mais uma semana se ganha possibilidade de outras decisões que possam vir do STF", acrescentou. O deputado referia-se à decisão do Supremo Tribunal Federal que, por conta de irregularidades, determinou a apresentação e votação de novo relatório sobre o processo contra o deputado José Dirceu (PT-SP).

Para o relator da proposta, deputado Sérgio Miranda, o direito de defesa de José Dirceu foi garantido. "Às vezes, por uma certa pressão, há uma pressa em vencer etapas. Criamos uma norma: o deputado só pode ter um recurso e pode apresentar no prazo máximo de cinco dias e a CCJ vai ter de votar esse recurso antes do debate no plenário. Nós normatizamos lacunas que havia no Código de Ética", afirmou.

O advogado do deputado José Dirceu, José Luiz Oliveira, comemorou a decisão da CCJ, mas foi cauteloso ao comentar o julgamento do mandado de segurança do STF, marcado para amanhã. "Espero que o Supremo acolha a nossa tese. Caso não acolha, o deputado tem mais uma semana para trabalhar a favor de sua absolvição", disse. O mandado de segurança pede a suspensão da votação, em plenário, do parecer aprovado pelo Conselho de Ética favorável à sua cassação.

Dirceu afirma, na ação, que o processo disciplinar violou normas constitucionais e regimentais em desrespeito ao princípio do contraditório e da ampla defesa. O deputado diz também que o Conselho de Ética feriu a autonomia do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) ao negar o pedido de retirada da representação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 28 de Maio de 2017
Sábado, 27 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Sexta, 26 de Maio de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)