Cassilândia, Sábado, 23 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

12/12/2008 06:48

"De colchão" orçamento virou "edredon", diz Delcídio

Marcos Chagas e Luciana Lima , ABr

Brasília - A proposta de orçamento para 2009 que deve ser votada pelo Congresso na semana que vem não contará mais com o “colchão fiscal” pretendido pelo relator Delcídio Amaral (PT-MS). Segundo ele, não há receita suficiente para a criação da Receita de Estabilização Fiscal (REF) que seria utilizada como uma reserva para ações emergenciais.

“O colchão virou edredon. Esse colchão foi todo embora, não tem receita”, afirmou o relator da proposta orçamentária.

O senador petista se reuniu durante todo o dia e deve “varar a madrugada” com os técnicos da Comissão Mista de Orçamento para fechar o texto que pretende entregar amanhã (12) aos deputados e senadores que integram a comissão. A última estimativa de cortes no orçamento, que envolverá emendas parlamentares e programas do Executivo, é de cerca de R$ 11 bilhões.

Segundo o relator, esse número ainda pode mudar uma vez que as contas ainda não fecharam. Perguntado se o corte de R$ 11 bilhões seria priorizado em custeio e investimento do Executivo para preservar emendas parlamentares, Delcídio foi enfático: “Não tem isso não, todo mundo vai sofrer”.

Delcídio tem afirmado que seu parecer vai poupar os recursos previstos na proposta de orçamento da União para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), programas sociais, salário mínimo, além das áreas de Saúde e Educação. Entregando o relatório aos membros da comissão amanhã, a previsão é que se vote o orçamento de 2009, na comissão, na próxima terça-feira (16).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Quinta, 21 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)