Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

29/04/2004 15:03

CUT considera insuficiente o reajuste do salário mínimo

Rodrigo Augusto Barros / ABr

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) considerou insuficiente o aumento anunciado para o salário-mínimo, já que ele não possibilitará o atendimento das necessidades da população, principalmente aquela que recebe de um a dois salários. “Esse debate do salário mínimo é um debate hipócrita, porque o Congresso já aprovou os gastos do orçamento da União. Nós discutimos as migalhas que sobraram do orçamento”, disse o tesoureiro-geral da CUT, Jasy Afonso.

A CUT pediu ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última sexta-feira, que cumprisse a proposta do governo de dobrar o salário mínimo em quatro anos. No momento, a Central Única dos Trabalhadores queria que o salário fosse aumentado para R$ 300. “Nós temos que reconhecer que o aumento que defendemos está além da inflação. Apesar de ser um avanço porque estaria reajustando acima da inflação, ainda assim seria insuficiente", argumenta Jasy Afonso.

A CUT pretende, para 2005, lutar para que o valor do mínimo seja determinado antes da votação do Orçamento Geral da União. A Central espera que o governo sinalize que o mínimo possa chegar aos R$ 1.400 determinados pelo DIEESE, a longo prazo. A CUT não acredita que o governo possa cumprir a promessa de dobrar o salário-mínimo, se não mudar a forma com a qual está sendo feita a evolução do salário.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)